Um dia me perguntaram como vejo e defino Salvador, sendo alguém que nasceu lá. Sem pensar muito, respondi que Salvador é um lindo caos sonoro! Minha cidade não é plana, não possui quarteirões milimetricamente planejados, ruas de mesma largura, cuidadosamente asfaltadas e de calçamento impecável. Não, Salvador não é assim. Minha terra é cheia de curvas, de ladeiras e casarões antigos, de ruas estreitas e ruas largas, umas asfaltadas, outras ainda calçadas por paralelepípedos. Minha cidade é antiga e moderna, com cheiro de maresia, acarajé e frutas e sobretudo sonora. Por ser um lindo caos, muitas pessoas não sabem conhecê-la, não se arriscam a desvendê-la só, caminhando por suas ruas, experimentando seus enlaces, suas conexões. Por esta razão, escrevo hoje como alguém que viveu praticamente toda a vida nesta cidade (por quem tenho tanto amor) e que conhece um “tico” dos seus segredos.

Praia de Itapuã. Salvador, Bahia. Imagem: Janaína Calaça

Praia de Itapuã. Salvador, Bahia. Imagem: Janaína Calaça

  • Roteiro de um dia em Salvador – Economize tempo e dinheiro sabendo agrupar os principais pontos turísticos

Toda cidade tem seus pontos turísticos e mesmo que as pessoas hoje em dia estejam interessadas em outros aspectos de um destino, é raro um viajante não querer pelo menos “dar uma passadinha” nos locais mais famosos. Quando viajamos para um destino cheio de lugares famosos para visitar, a parte mais difícil (quando se trata de um viajante independente, que não tenha contratado um city tour) é encontrar a melhor logística para conhecer estes pontos e economizar  tempo e dinheiro. Por esta razão, vou sugerir hoje um roteiro simples para conhecer parte dos principais pontos turísticos de Salvador, sabendo aproveitar melhor as proximidades e as suas conexões.

Igreja do Senhor do Bonfim. Imagem: Erik Pzado

Igreja do Senhor do Bonfim. Imagem: Erik Pzado

  •  Uma manhã em Salvador – Que tal começar pela cidade baixa?

Muita gente já ouviu falar que Salvador está dividida em Cidade Baixa e Cidade Alta. A Cidade Baixa é uma das partes mais antigas da cidade e muitos, infelizmente, a consideram decadente e sem brilho. Eu, no entanto, a considero uma das partes mais interessantes de Salvador, cheia de lugares bacanas para conhecer e é lá onde se encontra também um dos principais cartões postais da cidade – a Igreja do Senhor do Bonfim. Qual seria a minha sugestão então?

1) Comece pela Igreja do Senhor do Bonfim (se você for religioso, pela manhã há chances de assistir a uma missa na igreja; caso não seja religioso, a visite pela sua arquitetura e pela sua importância histórica);

Monte Serrat. Salvador, Bahia. Imagem: Jeguiando

Monte Serrat. Salvador, Bahia. Imagem: Jeguiando

2) Saindo da Igreja do Senhor do Bonfim, não deixe de conhecer Monte Serrat, que se encontra próximo à igreja e que, infelizmente, não consta nos grandes roteiros turísticos tradicionais, apesar de ser, sem dúvidas, um dos lugares mais bonitos da cidade. Em Monte Serrat, você encontrará: o lindo Forte de Monte Serrat, a Ponta de Humaitá, o Farol de Monte Serrat e uma igrejinha com mais de 200 anos;

3) Passe por Boa Viagem (lá você avistará a Igreja de Boa Viagem e vários casarões antigos);

Que tal uma mariscada na Ribeira? Imagem: Janaína Calaça

Que tal uma mariscada na Ribeira? Imagem: Janaína Calaça

4) Termine sua visita à Cidade Baixa na Ribeira. Estando na Ribeira, você pode: fazer uma parada para um sorvete na famosíssima Sorveteria da Ribeira ou procurar um restaurantezinho para comer uma moqueca ou uma deliciosa mariscada. A Ribeira é marcada pela presença de várias embarcações, mas há uma faixa de praia onde é possível tomar banho de mar (águas calminhas, praticamente paradas). De lá, é possível avistar a linda Ponta do Humaitá e o Monte Serrat. Lugar boêmio e ideal para tomar uma cervejinha. 😉

  • Depois da Cidade Baixa, vamos à Cidade Alta!

Depois de fazer um tour básico pela Cidade Baixa (que cabe perfeitamente em uma manhã), é hora de começar uma leve incursão pela cidade Alta. Qual seria a minha sugestão então?

Elevador Lacerda, Mercado Modelo ea Baía de Todos os Santos. Imagem: Janaína Calaça

Elevador Lacerda, Mercado Modelo ea Baía de Todos os Santos. Imagem: Janaína Calaça

1) Se você escolheu tomar um sorvete na Sorveteria da Ribeira e deixar para almoçar depois, você pode: almoçar no Mercado Modelo, com uma vista fantástica da Baía de Todos os Santos e depois dar uma volta no Mercado, comprar umas lembrancinhas e depois pegar o Elevador Lacerda para conhecer o Pelourinho ou pode já subir o Elevador Lacerda direto e já partir para o Pelourinho, deixando o mercado para depois. Tanto no Mercado Modelo, quanto no Pelourinho, você encontrará restaurantes para almoçar;

2) Resumidamente, você pode escolher fazer Mercado Modelo -> Elevador Lacerda -> Pelourinho -> Elevador Lacerda  ou Elevador Lacerda -> Pelourinho -> Elevador Lacerda -> Mercado Modelo;

Solar do Unhão, Salvador, Bahia. Imagem: Janaína Calaça

Solar do Unhão, Salvador, Bahia. Imagem: Janaína Calaça

3) Em ambos os roteirinhos acima, você terá que chegar, ao final, no Mercado Modelo. Por que? Porque de lá você seguirá para o último destino turístico do dia, para assistir ao mais lindo pôr do sol da cidade: o Solar do Unhão. Partindo do Mercado Modelo, em direção à Av. Contorno, você chegará ao Solar do Unhão, um lindo complexo histórico e arquitetônico que abriga uma antiga igreja, um solar, o MAM (Museu de Arte Moderna) e um aconchegante café, que serve de lanchinhos a refeições. Tente chegar ao solar antes das 17 horas para pegar o pôr do sol, porque é realmente um dos lugares mais privilegiados para assistir a tarde ir embora e a noite chegar (se você estiver de carro, há estacionamento);

4) Depois de assistir ao pôr do sol no Solar do Unhão e fechar o dia com chave de ouro, você pode então continuar pela Av. Contorno e rumar para a orla de Salvador, onde vários barzinhos e restaurantes te aguardam. Um roteiro simples, fácil de fazer e que caberá perfeitamente em um dia, caso você tenha pouco tempo disponível para conhecer a cidade.

Curtindo o fim do dia em Salvador. Imagem: Janaína Calaça

Curtindo o fim do dia em Salvador. Imagem: Janaína Calaça

  • Economizando em hospedagem em Salvador

Se você está viajando para Salvador e também está buscando não só economizar na hora de conhecer a cidade, mas também (e principalmente) com hospedagem, o Wimdu traz uma série de opções de albergues ou apartamentos para alugar no destino a preços que cabem no bolso e em diferentes locais (inclusive próximo a pontos turísticos, praias, restaurantes e barzinhos). Convido então a todos a conhecerem minha cidade, otimizando o tempo e, sobretudo, gastando um pouco! 😉

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

Conheça nossa Fanpage!

 

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

11 Comentários

  1. Oi, Jana. tudo bem? 😉

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Beijos,
    Natalie – Boia Paulista

  2. Renata disse:

    SENSACIONAL! Vou ficar pouco tempo em Salvador pois estarei fazendo um cruzeiro e esse post foi PERFEITO para que eu pudesse traçar o nosso trajeto em poucas horas na cidade. MUITO OBRIGADA MESMO!!!

  3. Jacqueline disse:

    Olá, adorei o roteiro, mas queria uma sugestão: como incluir o Farol da Barra nele? Muito orbigada!

  4. Jacqueline disse:

    Olá, adorei seu roteiro, mas queria pedir uma sugestão: como inserir o Farol da Barra nele da melhor maneira?

  5. MAURO disse:

    Belíssimo e valiosíssimo (para nós turistas) trabalho.
    Parabéns o obrigado!

    • Erik PZado disse:

      Poxa Mauro, que ótimo feedback. Isso nos incentiva cada vez mais a continuar na produção de material autoral. Já conhece nosso livro? Veja em nossa lojinha e encontrará uma série e crônicas divertidas e guias dos destinos visitados. 😀

  6. Gorete disse:

    Poderia por a casa onde está sendo gravada a novela : o velho Chico. Gistaria. Obrigada.

  7. JANAINA disse:

    Esse roteiro pode ser feito a pé, com uma criança de 7 anos?

  8. JANAINA disse:

    Mais uma coisinha – aliás, adorei as dicas – essa orla que vc fala, pra jantar e uma cervejinha… dá pra fazer a pé? indo pro farol da barra, há esses barzinhos tb?


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: