Figurando entre os destinos mais famosos e visitados do Caribe (e um dos mais queridos dos brasileiros), a cidade de Cancún, localizada no estado de Quintana Roo, no México, é sinônimo de mar de águas azuis, areia fina e branquinha, muitos dias de sol ao longo do ano, resorts suntuosos, bares e restaurantes diversos e muita animação. Porta de entrada para a Península de Yucatán (Cancún abriga o Aeroporto Internacional de Cancún), a cidade também é conhecida por ser o principal ponto de partida para outros destinos turísticos situados na região, como Isla Mujeres, Playa del Carmen, Cozumel, Tulum e a Reserva de Sian-Ka’An.

Passeios imperdíveis não faltarão para o viajante que deseje explorar a Península de Yucatán, mas traremos neste post também opções para quem ficará exclusivamente em Cancún, ou por escolha (pois deseja aproveitar o resort onde estiver hospedado) ou que viajará com um tempo curto para aproveitar o destino.

mapa_Yucatan

  • Cancún – Planejando a viagem

Antes de fechar sua viagem para Cancún, é preciso ter algumas questões em mente, para aproveitar melhor sua viagem e não se frustrar. E digo “não se frustrar”, porque, quando você chegar lá, vai perceber que há muita (muita coisa) a fazer e muitos lugares para conhecer nos arredores do destino. A frustração virá se você não tiver reservado tempo e dinheiro para isso ou se acabar “amarrado” ao resort onde planejou se hospedar.

A paradisíaca Cancun. Imagem: Erik Araújo

A paradisíaca Cancun. Imagem: Erik Araújo

>> Hospedagem

Muitas pessoas viajam para Cancún para curtir as férias ou para comemorar a lua de mel. Muitas viajam até lá para descansar da rotina e para vivenciar momentos a dois. Para quem quer apenas descansar, se desconectar do mundo e aproveitar o mar e as praias (Cancún reúne 22 quilômetros de praia), fechar com um resort all inclusive é uma boa opção.

Fechar um pacote com um resort all inclusive é cômodo, porque todas as refeições e bebidas estão inclusas e ainda há a garantia de que você terminará sua estadia sem grandes sustos no momento de fechar a conta no check-out. No entanto, para quem quer explorar a Península de Yucatán e fazer passeios de dia inteiro, por exemplo, se hospedar em um resort dessa categoria pode acabar sendo um “tiro no pé”, porque você acabará fazendo suas refeições fora (muitos passeios oferecem refeições inclusas) e o all inclusive deixa de fazer muito sentido na configuração de sua viagem.

Se você quiser apenas um lugar para deixar suas coisas e dormir, então seria melhor optar por uma pousada. Em Playa del Carmen, por exemplo, há várias opções a serem consideradas.

O mar caribenho. Imagem: Erik Araújo

O mar caribenho. Imagem: Erik Araújo

>> Levando dinheiro para Cancún

Duas moedas são aceitas em Cancún: o dólar americano e o peso mexicano. O dólar é aceito comumente em todos os lugares, então prefira utilizá-lo.

>> Preciso de visto para entrar no México?

O visto para entrar em México para brasileiros já caiu há alguns anos. O processo então é passar pela imigração, mostrar o passaporte, responder às perguntas de praxe, ter o passaporte carimbado e pronto.

>> Quando viajar para Cancún?

A alta temporada de Cancún acontece entre os meses de dezembro a fevereiro (nosso verão) e as temperaturas no destino chegam a atingir (mesmo no inverno) 24 graus. O período indicado para quem busca muita badalação está concentrado entre os meses de março e abril, onde é realizado o famoso Spring Break.

Atenção apenas para os meses de setembro e outubro, que são os meses com maior ocorrência de chuvas e furacões na região.

>> Voos para Cancún

Hoje, a única companhia aérea que opera voo direto entre Brasil e Cancún é a TAM Linhas Aéreas. O voo, que parte de São Paulo do Aeroporto Internacional de Guarulhos – Gru Airport (GRU), tem aproximadamente 8h35 de duração e é uma ótima opção para quem quer se cansar menos com espera no aeroporto e com conexões. Para saber mais sobre essa opção de voo, acesse nosso post Voo direto de São Paulo para Cancún com a TAM.

Champagne de boas vindas. Imagem: Erik Araújo

Champagne de boas vindas. Imagem: Erik Araújo

  • Cancún – Ponto de partida para muita diversão

Depois de conferir nossas dicas básicas para planejar uma viagem para Cancún, é hora de começar a planejar o que fazer no destino e em seus arredores.

Como citei anteriormente, Cancún, além de possuir mais de 22 quilômetros de praia de areia branquinha, banhada pelo azul inconfundível do mar do Caribe, reúne uma série de restaurantes e bares, concentrados, em sua maioria, na Zona Hoteleira. É lá, inclusive, onde toda a badalação acontece. Da Zona Hoteleira também é de onde parte a maioria dos passeios oferecidos na Península de Yucatán, como visitas a destinos como Isla Mujeres, Playa del Carmen, Cozumel, Tulum e a Reserva de Sian-Ka’An, passeios ao X-Caret, e atividades como mergulho para visitar o MUSA (Museo Subacuático de Arte), Jungle Tour, snorkeling em Cozumel etc.

Escolha o seu tom de azul. Imagem: Erik Araújo

Escolha o seu tom de azul. Imagem: Erik Araújo

No momento de planejar o que fazer em Cancún, tenha em mente que a maioria dos atrativos turísticos, que muitos imaginam estarem concentrados na Zona Hoteleira, estão na verdade espalhados ao longo da Península de Yucatán, ou seja, fora dos limites da cidade, a meia hora ou 1h30 de carro ou van. No entanto, há algumas atividades que podem ser realizadas nos limites da Zona Hoteleira (como o nado com golfinhos, Aquatwister e o Jungle Tour, atividades oferecidas pelo Aqua World), ou seja, dentro de Cancún, que são opções interessantes para quem tem pouco tempo disponível no destino ou que tenha viajado para curtir essencialmente a estrutura e as comodidades dos resorts all inclusive da região.

Se você planejou sua viagem com poucos dias para curtir o destino mexicano ou se sua intenção é viajar para curtir o resort e descansar, mas, ainda assim, quer ter algumas opções de passeios à mão, sem envolver longos deslocamentos, confira algumas dicas que separamos. Selecionamos duas atividades que colocarão você em contato com a natureza e uma sugestão para compra de lembrancinhas.

  • O que fazer em Cancún durante o dia?

>> MUSA (Museo Subacuático de Arte)

MUSA, acredite pois há um museu aqui. Imagem: Erik Araújo

MUSA, acredite pois há um museu aqui. Imagem: Erik Araújo

O MUSA é o lar submerso de mais de 475 esculturas de concreto, que pode ser visitado de diversas maneiras, incluindo um passeio contemplativo por meio de um barco com fundo de vidro, um “quase submarino”; mergulho com cilindros; ou por meio de flutuação com snorkel. Para os que gostam da casadinha mar e noites estreladas, há ainda a alternativa de visitar o museu por meio de um emocionante mergulho noturno. A proposta por trás do MUSA, no entanto, não é apenas turística, mas também ambiental. A instituição visa, em longo prazo, tornar as peças expostas em um grande recife artificial de corais.

Em nossa atividade, visitamos o MUSA de duas formas: uma por meio do “quase submarino”, que é na verdade um barco de calado profundo e cercado de escotilhas (no vídeo fica mais fácil para entender isso), e outra por meio de flutuação nas águas utilizando snorkel, máscara e nadadeiras (na flutuação, você pode fazer apneia e mergulhar para ver as esculturas mais de perto).

Cada forma de visita ao museu, no entanto, tem seus desafios. A bordo do barco, por exemplo, as correntes marítimas podem causar náuseas a algumas pessoas (por isso, tenha um Dramin no bolso). Já na flutuação, o viajante tem que ter em mente que a atividade exige um condicionamento físico moderado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  Como chegar: O MUSA fica localizado no recife de Manchones. Para visitá-lo, adquira seu ingresso e embarque na marina AquaWorld.

– Roupas: Vá com trajes de banho e lembre-se de levar toalhas e uma muda de roupas. Não se esqueça do filtro solar.

– Endereço: Blvd. Kukulcan Km, 152, Zona Hotelera, Cancún, Quintana Roo.

>> Xenotes Oasis Maya – Os cenotes dos quatro elementos

Você já conhece os cenotes, mas não por esse nome. Lembra quando escrevemos sobre a Gruta do Lago Azul ou Lagoa Misteriosa em Bonito-MS? Então, os cenotes são como lagos provenientes da água acumulada de rios subterrâneos, nascentes ou ainda de meros depósitos de água filtrada pela pedra e, em geral, são bastante cristalinos, apresentando temperaturas muito distintas entre si. Dada essa introdução, podemos falar mais especificamente dos Xenotes Oasis Maya.

Já para o cenote! Imagem: Erik Araújo

Já para o cenote! Imagem: Erik Araújo

A atração é explorada pelo mesmo consórcio responsável pelo Xcaret (para conferir mais sobre o parque, acesse nossos relatos listados aqui). A visitação aos cenotes é feita no bom e velho estilo de pacote. A van da operadora vai até o hotel, pega os passageiros e segue para os Xenotes. O tempo de deslocamento é de aproximadamente uma hora (variando de acordo com o hotel onde você esteja hospedado).

O passeio compreenderá a visita a quatro cenotes, e o tempo de visitação + banho em cada um deles será de aproximadamente uma hora. Cada um dos cenotes faz referências a um dos quatro elementos, sendo protegidos por seus Aluxes, que, para o povo Maia, corresponde a espíritos guardiões. Saiba mais sobre cada um deles:

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • K’áak’ – O cenote do fogo é o mais antigo dos Xenotes Oasis Maya. Já que todo o seu teto colapsou, ele é completamente aberto, o que lhe confere a aparência de um rio. O acesso a esse cenote pode ser feito por meio de tirolesa ou escadaria. Nele é possível realizar a flutuação ou utilizar um caiaque para explorar sua extensão;

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Ha’ – O cenote da água é semiaberto e nele o visitante poderá realizar uma flutuação com snorkel. Flutuando próximo às margens, é possível avistar pequenos peixes, bagres, vegetação e tartarugas;
Cenote do vento. Imagem: Erik Araújo

Cenote do vento. Imagem: Erik Araújo

  • Iik’ – O cenote do vento é um dos mais divertidos quando falamos em termos de acesso. Para chegar até ele, o visitante terá à sua disposição duas plataformas de onde partem tirolesas até a água. Para descer de tirolesa até o cenote, há dois métodos possíveis: usando a barra, para quem quer descer suportando o próprio peso nas mãos, ou o laço, para aqueles que preferem o conforto das cadeirinhas de rapel. Usei ambos e, sem dúvidas, recomendo o laço!

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Lu’um – O cenote da terra é o mais radical em termos de acesso e o mais frustrante para mim, já que o limite de peso para a descida assistida de rapel era de 120Kg. 🙁 Embora eu tenha descido pela escadaria de acesso, o cenote Lu’um é o mais bonito dos quatro a serem visitados. Por ser uma caverna preservada, o acesso é um evento à parte. Lá dentro, os raios de luz que atravessam as fendas no teto provocam um lindo efeito na água e rendem lindas fotos.
Luz cruzando o teto da caverna. Imagem: Erik Araújo

Luz cruzando o teto da caverna. Imagem: Erik Araújo

Preço: A partir de USD 107,10 (no site), incluindo lanche (frutas, café, chocolate quente, água de jamaica, pães etc.), equipamentos necessários para as atividades e duas toalhas. Se não ficar confortável em contratar o passeio pelo site, procure as agências de turismo instaladas em seu hotel.

>> Hacienda Tequila Cancun

El jimador. Imagem: Erik Araújo

El jimador. Imagem: Erik Araújo

Não se engane pelo nome! A Hacienda Tequila Cancun não se trata de uma fazenda de tequila, mas um misto de loja de artesanato e lembranças, museu e restaurante mexicano. A Hacienda Tequila Cancun é um ótimo lugar para conhecer um pouco do processo de fabricação da bebida que é símbolo do México, além de uma boa opção para quem queira fazer aquelas comprinhas de lembranças que todo mundo adora. Você encontrará desde ímãs de geladeira, bonecas, sombreros, uma grande variedade de tequilas e pimentas e outras coisinhas relacionadas ao imaginário mexicano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

– Endereço: Boulevard Kukulcan, Km 13, n. 270, Col. Zona Hotelera Cancún, Quintana Roo 77500.

  • O que fazer em Cancún à noite?

Quem já buscou informações sobre a noite em Cancún sabe que a cidade possui boas opções para as corujas da madrugada. Neste post, no entanto, vamos focar nossa atenção apenas em duas atrações: uma clássica e já bastante conhecida e outra no mínimo peculiar e divertida.

>> Coco Bongo

Fachada do Coco Bongo. Imagem: Erik Araújo

Fachada do Coco Bongo. Imagem: Erik Araújo

Dez entre dez brasileiros que visitaram Cancún conhecem pelo menos por nome o Coco Bongo. A casa é o palco de um espetáculo estilo Broadway e de noites regadas a muita bebida. Embora careça de fontes, dizem que o empreendimento foi criado e é de propriedade de Jim Carrey. A ideia de criar o local para espetáculos veio logo após as filmagens do filme O Máskara, lançado em 1994, cuja história gira em torno do personagem Stanley Ipkiss, que encontra uma misteriosa máscara, que o transforma em uma criatura simplesmente insana. Muito da atmosfera frenética da casa se deve aos referenciais de cinema.

Este slideshow necessita de JavaScript.

– Horário: Diariamente das 22h30 às 4h00.

– Preços: O Ticket Regular inclui bebidas nacionais até as 3h30. A partir de USD 65 em Cancún e USD 45 em Playa Del Carmen. O ticket que dá apenas direito ao acesso à casa custa apenas USD 15, mas não é um bom negócio.


>> Xoximilco Cancun

Os viajantes precisam conhecer essa atração da vida noturna de Cancún. Inspirado na versão original da Cidade do México, Xoximilco é a encarnação da festa. Imagine canais repletos de embarcações chamadas trajineras, todas coloridas, muito iluminadas e enfeitadas. Essas embarcações são, na verdade, mesas, onde um jantar como nunca se viu é servido. Durante aproximadamente três horas, o viajante navega por águas calmas e circula entre diversas outras trajineras repletas de turistas. Parte das embarcações abriga grupos de música mexicana, como os Mariachis e Rancheras.

Trajineras de Xoximilco Cancun. Imagem: Erik Araújo

Trajineras de Xoximilco Cancun. Imagem: Erik Araújo

O jantar servido a bordo tem início com um prato de entradas, incluindo os tradicionais e exóticos chapulines, ou grilos, salgados e levemente azedinhos. O prato principal é composto por uma porção de um arroz temperado e seis acompanhamentos clássicos, como o mole (feito com frango e molho de chocolate). Para finalizar, nove porções de doces típicos mexicanos fecham o animado jantar, que é regado a refrigerantes, água, água de Jamaica e, é claro, a muita tequila, sempre servida entre desafios, nos quais os perdedores viram um shot.

Este slideshow necessita de JavaScript.

– Horário: Segunda a sábado das 19h30 às 0h00.

– Preços: Preço regular a partir de USD 100. Há promoções especiais e pelo menos 15% de desconto para compras com 21 dias de antecedência pelo site.

  • Vamos para Cancún?

Papai Noel virando Tequila em Cancun

Até o Papai Noel se diverte em Cancun. Imagem: Erik Araújo

Visamos reunir neste post algumas opções para que você, viajante, possa se divertir e explorar Cancún da forma que achar melhor. Se você está planejando apenas ficar por Cancún, curtir o resort onde irá se hospedar, descansar, tomar banho de mar, não custa nada guardar também essas dicas na manga. Vai que, empolgado pelo clima vibrante do destino, você se anime a fazer algum passeio ou cair numa balada à noite? Já para os viajantes que estão planejando uma visita mais extensa ao destino e visam explorar um pouco mais da Península de Yucatán, peço-lhes que aguardem nossos próximos posts sobre a Riviera Maia. Boa viagem! 😀


  • Agradecimentos

O Jeguiando agradece ao convite a equipe da TAM (Juliana Baptista e Adriana Stadella) e por todo o suporte e disponibilidade do Fernando (Kreab), Alejandra Garza do CPTM MX e demais companheiros de viagem Betina, Soraia, Joana e Thaís.

Para acompanhar o conteúdo da ação nas redes sociais, busque a hashtag #TAMnoCaribe.

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: