Vivo em São Paulo desde janeiro de 2007, e a saudade de minha terra, Bahia, e de meu Nordeste são presentes em meu dia a dia. Sinto falta do acolhimento, da comida, do São João, do sotaque, de minhas raízes. O Nordeste é lindo porque não é uma coisa só. O Nordeste é plural em suas manifestações culturais, em seus sotaques, em sua gastronomia, em sua música, em suas paisagens, na sabedoria de seu povo. E besta é quem não conhece o Nordeste e tem dele uma imagem estereotipada e rasa.

Pois bem! Há poucos dias, cheia de saudade que toma sempre meu peito de assalto, convidei uma amiga, também nordestina, para visitarmos o CTN – Centro de Tradições Nordestinas, localizado no Bairro do Limão, em São Paulo. Fazia quase dez anos que não ia ao CTN, então, decidimos almoçar por lá e matar as saudades.

Vila do Forró. CTN. Imagem: Janaína Calaça

Quiosques

Na última vez em que fui ao CTN, lembro-me de que havia apenas os restaurantes que vendiam comida típica, um palco para shows, um parquinho e nada mais, mas, após a reforma, algumas coisas mudaram para melhor. Assim que o visitante entra no local, depara-se com a Vila do Forró, um grande cenário colorido que lembra os casarões coloniais do Pelourinho, em Salvador (pelo menos, essa foi a minha referência imediata). Nessa primeira metade do CTN, o visitante encontrará quiosques onde são vendidos cachaça, sorvetes regionais, como de cajá e graviola, acarajé, cocadas e produtos regionais, como rapadura, amendoim verde para ser cozido, farinha, requeijão, manteiga de garrafa, bolo de rolo e outras gostosuras. Por R$ 5,00, comprei uma porção generosa de cocada mole, que estava deliciosa.

Doces e outros produtos típicos nordestinos. Imagem: Janaína Calaça

Cachaça. Imagem: Janaína Calaça
Bodinho. Imagem: Janaína Calaça

Restaurantes

Passando por essa primeira metade, o visitante tem acesso à área dos restaurantes. Se você está atrás de comida nordestina gourmetizada, nem vá. A proposta é exatamente buscar se aproximar da comida nordestina raiz, servida em porções generosas. Os restaurantes são simples, há uma boa variedade deles, então, difícil mesmo é escolher onde ficar. Garçons e garçonetes ficam espalhados ao redor das mesas, oferecendo os cardápios das casas para os visitantes (o único ponto que me incomoda), buscando atrair clientes.

Arrumadinho do Restaurante Cariri. Imagem: Janaína Calaça

Apelei para o Google e acabei decidindo almoçar no Cariri. A avaliação do restaurante estava boa, os preços estavam justos (como boa nordestina, eu sei o quanto custam os pratos na minha terra), e havia no cardápios opções que eu buscava, como carne do sol com pirão de leite, arrumadinho, bobó de camarão, baião de dois e outras gostosuras.

Pedimos um Arrumadinho (com feijão fradinho, farofa, linguiça, vinagrete), suco de umbu e refrigerante. Pagamos, cada uma, R$ 35,00 (com 10% incluso). O arrumadinho, que serviria muito bem três pessoas, custou R$ 50,00 e o suco de umbu R$ 7,00.

Parque

Após o almoço, passeamos pela área das lojinhas e depois fomos visitar o parquinho do CTN, com aquela cara de parque de interior, que aparece na cidade uma vez no ano. Parque com direito à roda-gigante, carrinho de bate-bate, banquinhas de tiro ao alvo, e outros brinquedos. Nathy e eu acabamos comprando ingresso (que custa R$ 5,00) para o bate-bate, porque a gente cresce, mas a criança que fomos de vez em quando gosta de aparecer para brincar! Aliás, foi o ponto alto do dia para nós! 😀

Roda gigante. Imagem: Janaína Calaça
Bate-bate. Imagem: Janaína Calaça

Shows e outras atividades

Além de restaurantes, quiosques, parque, igrejinha, o CTN conta com um palco para shows, que recebe nomes como Zé Ramalho, Falamansa, Rastapé e até Anitta. Durante o mês de junho, mês forte das festas no Nordeste, o CTN monta, todos os anos, uma programação forte de shows e investe também nas comidinhas típicas da época — fica a dica para todos os nordestinos que vivem em São Paulo e sentem saudades das lindas festas de São João e São Pedro, tão animadas em nossa região.

Gonzagão. Imagem: Janaína Calaça

Após a reforma do CTN, o local passou a organizar também um Festival Gastronômico, que serve a preços módicos diversas preparações tipicamente nordestinas. Em 2018, o festival aconteceu em setembro, então, a dica é: fique de olho no site do CTN para não perder essa oportunidade de mergulhar de cabeça nas gostosuras do Nordeste!

Serviço

Endereço: Rua Jacofer, 791. Bairro do Limão. São Paulo – SP

Tel.: (11) 3488.9400

Site: https://www.ctn.org.br/

Compartilhe...
    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

Um comentário

  1. Felipe oliveira disse:

    Nosso lindo nordeste. Amo toda essa região. Vamos valorizar nosso país


Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: