Considerada a segunda melhor estação de esqui do Canadá e a 13ª melhor da América do Norte, Sun Peaks é uma cidadezinha charmosa da British Columbia, que cresceu em torno do resort e vilarejo de mesmo nome. O vilarejo/resort passou por um processo de emancipação, até tornar-se uma cidade com prefeitura própria, reunindo, ao todo, 50 anos de história. Além de contar com uma localização privilegiada, estando a apenas 45 minutos do aeroporto de Kamloops, a um pouco mais de quatro horas de Vancouver e a cinco horas a partir de Seattle, e contar com uma grande estrutura de hotéis, restaurantes e lojas, Sun Peaks possui a segunda maior área esquiável na British Columbia e a terceira maior no Canadá, sendo um destino agradável tanto no inverno quanto no verão (contando com 2.000 horas de sol por ano).


Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Além de referência no Canadá em esqui, um dos pontos de destaque desse charmoso resort é certamente o fato da cidadezinha reunir toda a sua estrutura em torno de um vilarejo, onde tudo encontra-se conectado ou a poucos passos de caminhada. Sendo assim, os hóspedes não dependem de meios de transporte para chegar à estação de esqui, à área de snowshoeing e nem a restaurantes e lojas. Tudo pode ser feito, literalmente, a pé.

  • Principais atividades oferecidas em Sun Peaks
Pista de esqui de Sun Peaks. British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Pista de esqui de Sun Peaks. British Columbia. Imagem: Erik Pzado

– Esqui e snowboard

Além do esqui (o esporte mais praticado na estação), Sun Peaks também recebe amantes de snowboard, snowshoeing e oferece passeios como o snowmobile (uma espécie de trenó motorizado) e dogsled (passeio de trenó puxado por cães). No acesso para a estação de esqui e a poucos metros dos hotéis, o hóspede encontrará uma loja dedicada à locação de equipamentos e à contratação das aulas de esqui e snowboard. Para ter acesso às aulas e à pista, é preciso passar por lá antes, escolher a modalidade de esporte de inverno que pretende aprender, experimentar o equipamento (botas de esqui ou de snowboard, skis etc) e assinar o termo de responsabilidade. Todo o equipamento, durante o período de locação, fica sob a responsabilidade do hóspede.

Juro que tentei esquiar. Imagem: Erik Pzado

Juro que tentei esquiar. Imagem: Erik Pzado

Erik indo para a aula de snowboard. Imagem: Janaína Calaça

Erik indo para a aula de snowboard. Imagem: Janaína Calaça

– Snowshoeing

Para quem procura por atividades de baixo impacto, o snowshoeing é uma das atividades mais indicadas para aproveitar a estadia em Sun Peaks. A atividade basicamente envolve uma caminhada de mais ou menos duas horas por uma trilha pela neve e envolve um passeio pelo bosque e visita aos alimentadouros de pássaros mantidos pela cidade. Ao final e em meio à neve e à natureza, um chá ou chocolate quente é servido, juntamente com cookies caseiros. O equipamento utilizado para a prática do esporte é o snowshoe, que, no passado, parecia um misto de raquete gigante e cauda de castor. Hoje, o snowshoe mais se assemelha a um esqui mais largo e leve.

Snowshoe. Imagem: Erik Pzado

Snowshoe. Imagem: Erik Pzado

Prontos para o snowshoeing. Imagem: Jeguiando

Prontos para o snowshoeing. Imagem: Jeguiando

– Snowmobile e dogsled

Aos visitantes que não estejam tão dispostos a se exercitar, mas que também querem conhecer a região que envolve Sun Peaks e aproveitar a neve, outras atividades como o snowmobile e o dogsled também são oferecidas no vilarejo. O snowmobile é uma espécie de “jet ski da neve”, motorizado e com forte tração, que pode ser pilotado ou não por um hóspede. Já o “dogsled” é uma modalidade de esporte que envolve um trenó puxado por cães especiais, treinados e adaptados à neve. Eu, particularmente, não curto muito a ideia de ver os bichinhos correndo e puxando um trenó pesado, mas, de acordo com o relato dos treinadores desses cães, os animais teoricamente curtem o que fazem. Sei não, hein?

Snowmobile. Imagem: Erik Pzado

Snowmobile. Imagem: Erik Pzado

Um dos cães do dogsled. Imagem: Erik Pzado

Um dos cães do dogsled. Imagem: Erik Pzado

– Banho nas Hot Tubs

Tão importantes quanto os esportes de inverno, a experiência de tomar um banho nas Hot Tubs é algo que, definitivamente, um visitante não deve deixar de fazer estando em Sun Peaks. As hot tubs basicamente são pequenas piscinas de água quente – umas com hidromassagem – dispostas ao ar livre. O grande barato de um tomar banho em uma hot tub é o contraste de estar imerso em águas com temperaturas que chegam a 40º C e, ao mesmo tempo, estar exposto a temperaturas negativas no exterior – pegamos algo em torno de -5º C no dia de nosso primeiro banho. Caso alguns hotéis não possuam hot tubs, há um Clube Público em Sun Peaks, onde é necessário pagar apenas uma taxa simbólica para o uso das piscinas. Um dos hotéis que contam com esse serviço é o Delta Sun Peaks Resort.

Hot tubs. Imagem: Erik Pzado

Hot tubs. Imagem: Erik Pzado

Hot tubs. Imagem: Erik Pzado

Hot tubs. Imagem: Erik Pzado

– Festivais

Tranquila, segura e familiar, Sun Peaks também promove, além de atividades ao ar livre, uma série de eventos ao longo do ano para seus hóspedes, como exposições de carros antigos, um festival de vinhos – o Sun Peaks Winter Festival of Wine (que acontecerá entre 12 a 20 de janeiro de 2013) -, além de outros eventos de acordo com a estação do ano e com as festas relacionadas. Como chegamos à cidade a poucos dias do Natal, pudemos presenciar a Santa’s Alpine Visit – A visita do Papai-Noel em Sun Peaks –, um evento que envolve a chegada do papai-noel à vila, bazar com produtos locais, corais natalinos e várias atividades na companhia do Papai-Noel, como esqui e snowboard com o Mr. Santa e cafés da manhã com o bom velhinho.

Visita do Papai-Noel a Sun Peaks. Imagem: Ari Paleta para o Jeguiando

Visita do Papai-Noel a Sun Peaks. Imagem: Ari Paleta para o Jeguiando

Bazar natalino. Imagem: Erik Pzado

Bazar natalino. Imagem: Erik Pzado

  • Gastronomia

Além de uma grande variedade de atividades, Sun Peaks também conta com um considerável polo gastronômico, que envolve um bistrô, restaurantes de gastronomia japonesa e italiana, restaurante de cozinha internacional, churrascaria, pizzaria, hamburgueria e uma boa variedade de cafés – todos concentrados ao longo da avenidade principal do vilarejo, em sua maioria conectados aos hotéis, mas com entradas também independentes abertas ao público. Destaque para o Powder Hounds, o mais antigo restaurante de Sun Peaks, dedicado à gastronomia internacional, com toque canadense e alemão; para o Bella Itália, dedicado à gastronomia italiana (não deixe de pedir o spaguetti com almôndegas e o pãozinho de alho); para o Masa’s Bar & Grill, com seus deliciosos hambúrgueres e, para o café da manhã, o Tod Mountain Coffee House and Creperie é uma boa pedida, pelo seu chocolate quente e seus crepes especiais.

Powder Hounds. Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Powder Hounds. Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

Bella Itália. Imagem: Erik Pzado

Bella Itália. Imagem: Erik Pzado

  • Hospedagem

Contando com 7.000 camas distribuídas ao longo de variados tipos de hospedagem, Sun Peaks está preparada para receber vários perfis de viajantes e com necessidades distintas. Há opções para quem viaja sozinho e busca por interação, como hostels e bed & breakfests, e para casais em lua de mel ou que viajam com a família, incluindo crianças, como amplos chalets, hotéis e hotéis boutique. Fiquei hospedada no The Hearthstone Lodge, a poucos metros da estação de esqui e conectado a vários restaurantes. Em nossa acomodação, além de uma vista privilegiada para a vila, tínhamos uma cozinha à nossa disposição e lareira. Destaque também para o Delta Sun Peaks Resort Hotel, que possui uma incrível vista para a estação de esqui a partir de suas hot tubs e para o Coast Sundance Lodge, localizado na base da vila.

– Confira aqui se esta pousada pode ser reservada através do Booking e não perca tempo!

 

The Hearthstone Lodge. Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

The Hearthstone Lodge. Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

The Hearthstone Lodge. Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

The Hearthstone Lodge. Sun Peaks, British Columbia. Imagem: Erik Pzado

  • Como chegar em Sun Peaks

Pelo ar: A Air Canada opera sete voos diários para o aeroporto de Kamloops direto de Vancouver, BC. A Air Canada e a Westjet oferecem também voos diretos para e de Calgary, em Alberta. Há também voos diários diretos de Kamloops e do Aeroporto de Kelowna com conexões para cidades da América do Norte, Europa, Austrália e Ásia. No aeroporto de Kamloops, há serviços de transfer.

Pela ferrovia:  A VIA Rail leva passageiros para Kamloops que viajam de e para Vancouver e Jasper (a chegada em Kamloops acontece tarde da noite ou de manhã cedo).

Pela estrada: Partindo de Vancouver ou Whistler, a leste, o viajante pegará a via Coquihalla Highway 5 ou a Fraser Canyon Highway 1 ou contará com shuttle para Big White, Silver Star e Whistler Blackcomb e shuttle para Kamloops, Kelowna e Vancouver.

Observações importantes: Por ser uma viagem internacional e envolver esportes, é aconselhável fazer um seguro de viagem. Viajou para longe de casa, não deixe de fazer um seguro!

  • Outras informações:

– Site oficial: http://www.sunpeaksresort.com/ (aqui você encontrará todas as informações sobre o destino, inclusive sobre hospedagens, pacotes e demais informações).

– Central de reservas: 1.800.807.3257

– Moeda local: Dólar Canadense.

– Visto: Necessário.

Sobrevoando Kamloops. Imagem: Erik Pzado

Sobrevoando Kamloops. Imagem: Erik Pzado

Aeroporto de Kamloops. Imagem: Erik Pzado

Aeroporto de Kamloops. Imagem: Erik Pzado

Se você curtiu nosso post-panorama sobre Sun Peaks, não deixe de acompanhar os próximos posts sobre nossa viagem ao Canadá! 😉

  • Agradecimentos:

À  Comissão Canadense de Turismo (CCT) pelo convite e por acreditar em nosso trabalho;

Aos amigos José Mauro Nassar, Priscila De Martini e Ari Paleta, pela companhia, pelos dias de riso, pelas boas histórias (que foram muitas!), por viverem conosco dias singulares e que guardaremos na memória;

A Christopher Nicolson, Brandi Schier e Christine por nos receber bem e nos acolher durante esta viagem a um país a que temos tanto carinho e respeito.

  • Para acompanhar as notícias e conhecer mais sobre o Canadá, visite:

http://br.canada.travel
http://twitter.com/exploreocanada
http://youtube.com/exploreocanada
http://flickr.com/exploreocanada
http://canadakeepexploring.tumblr.com/
http://pinterest.com/explorecanada/

_MG_0165

Acompanhe o Jeguiando nas redes sociais!

Conheça nossa Fanpage!

http://www.facebook.com/Jeguiando

 

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

2 Comentários

  1. Erik PZado disse:

    Esse lugar merece o rótulo de “Fui e saí de coração partido por partir” 🙂


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: