Ibiaí, em Minas Gerais, é miúda e sua população não chega a 8000 habitantes, mas guarda em sua pequenez um punhado de histórias e personagens, que preservam a memória da cidade como seu tesouro mais valioso. Em Ibiaí, muitos vivem da pesca ou das lembranças de uma terra que vivia em festa – festas que quase mais não acontecem por lá. Leilões, procissões, alvoradas… A banda da cidade, que acompanhava os festejos, já não existe mais, deixando em muitos uma saudade doída, como em seu Aureliano, um senhorzinho de 88 anos com quem conversei durante minhas andanças na cidade ao lado de Góia e Marcela.

  • A Ibiaí de Seu Aureliano

Balsa atracada às margens de Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Hora de atracar. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Hora de atracar. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Seu Aureliano apareceu do fundo do negrume da casa. Luzes apagadas, janelas cerradas e o ancião a caminhar sem tropeços, tateando seus lugares conhecidos. Pediu desculpas pelas roupas sujas, enquanto Inácio (idealizador do Cinema no Rio São Francisco) lhe perguntava se enxergava bem, ao notar-lhe o olhar parado a fitar o nada. “Não, meu filho. Não enxergo bem não. Enxergo quase nada”. Cumprimentei seu Aureliano com um aperto de mão e disse meu nome. Depois de todas as apresentações, sentamos, Góia, Marcela e eu, em um banco improvisado para ouvir as histórias do ancião, que guardava uma juventude entre partituras, trombones, fanfarras e sua extinta banda, cujo maestro há muito já morrera.

Orla de Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Orla de Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Igreja de São Sebastião. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Igreja de São Sebastião. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Dizem que a vida faz de seus arranjos para compensar as perdas. Desde menino, seu Aureliano viveu entre a música e aprendeu a ouvir e sobretudo a escutar. Escutar mais do que muitos, o que viria a ser algo de extrema importância mais tarde, quando o glaucoma lhe roubou a visão, devido à falta de recursos para pagar o tratamento adequado à doença.

Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Cemitério de Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Cemitério de Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Com seu riso desdentado e o seu olhar parado, o ancião entoou, ao longo daquele pedacinho de manhã nublada, canções antigas e imitou, através de sua voz e gestos, o som de seu velho trombone e de velhas fanfarras, que riscavam as ruas de Ibiaí em dias de festa e procissões. A banda, infelizmente, já não existe. Seu maestro há muito morrera, assim como muitos, que faziam de seus corpos uma extensão dos seus instrumentos. Por falta de querer dos governantes, por falta de querer das gerações seguintes, a música em Ibiaí aos poucos se cala… Aos poucos… Enquanto isso, seu Aureliano guarda canções como uma caixinha de música antiga, aguardando quem lhe dê corda e, sobretudo, ouvidos. Ouvidos que ele tem aguçados para a vida, a compensar a falta de luz em seus olhos.

Direções. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Direções. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Pôr do sol em Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Pôr do sol em Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

  • Cinema no Rio São Francisco em Ibiaí, MG, e a apresentação da Folia de São Gonçalo
Violeiro da Folia de São Gonçalo, que abriu a noite do Cinema no Rio em Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Violeiro da Folia de São Gonçalo, que abriu a noite do Cinema no Rio em Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Canções antigas em mãos antigas. Imagem: Janaína Calaça

Canções antigas em mãos antigas. Imagem: Janaína Calaça

Apesar da música aos poucos se calar em Ibiaí, no dia em que o Cinema no Rio São Francisco chegou à cidade, com sua telona, cheiro de pipoca e alegria para os pequenos e adultos, a música, a dança e as tradições tomaram o lugar. Inácio trouxe de Barra do Pacuí, distrito de Ibiaí, a Folia de São Gonçalo, tradição religiosa de pagação de promessa, que se mantém ao longo de décadas e que tem na dança com os arcos coloridos a sua manifestação.

Anninha entre as janelas. Imagem: Janaína Calaça

Anninha entre as janelas. Imagem: Janaína Calaça

Folia de São Gonçalo, Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Folia de São Gonçalo, Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Os arcos são confeccionados em dias de pagação de promessa e a folia acontece neste contexto, sendo mantida por gerações no pequeno distrito de Barra do Pacuí, onde o tempo anda ainda mais devagar que em Ibiaí, em toda a sua pequenez. Entre os enlaces dos arcos e os passos firmes no chão, entre a música tímida do violão e do tambor, a Folia de São Gonçalo abriu a noite. Noite de luz, de imagens e de histórias para os olhos atentos de meninos, homens e mulheres de Ibiaí.

Folia de São Gonçalo, Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Folia de São Gonçalo, Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Iasmim e as crianças no Cinema no Rio São Francisco. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Iasmim e as crianças no Cinema no Rio São Francisco. Ibiaí, MG. Imagem: Janaína Calaça

Acompanhe nossa série de posts sobre a expedição Cinema no Rio São Francisco, acessando http://jeguiando.com/cinema-no-rio-sao-francisco-expedicao/ e para visitar o site do projeto acesse Cinema no Rio São Francisco.

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

Conheça nossa Fanpage!

 

 

 

 

 

*Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.
**Comentários ofensivos serão deletados.

Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail Anuncie_aqui_no_Jeguiando

Pesquisar

  Lojinha_do_Jeguiando     Guia_Destinos_de_Inverno Produtos_Submarino

Destaques do Jeguiando

    Interior_de_Sao_Paulo Canadá_topo2

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: