Estância Mimosa – Bonito, MS (Um agradável retorno)


Caros jeguiantes, a primeira vez que a trupe do Jeguiando pegou estrada e foi parar em terras sul mato-grossenses foi em novembro de 2010. Este ano, fomos convidados pelo Bonito Web e pelo Bonito Hostel a retornar ao estado e revisitar Bonito e Jardim, convite ao qual aceitamos prontamente. Neste retorno, vivenciamos a experiência não só de conhecer novos destinos turísticos na cidade e cercanias, como também pudemos revisitar lugares que conhecemos quando estivemos naquelas terras pela primeira vez e revisitar pessoas de quem sentíamos saudades, como o nosso querido Boca, nossa amiga e guia Cris, a Sandra, o Luís da Estância Mimosa e a lista segue grande. É interessante notar as mudanças que aconteceram nos locais que visitamos um dia, na vegetação, no clima e, inclusive, nas cachoeiras onde nos banhamos em nossa primeira viagem. Em uma revisitação, não só os lugares e as pessoas que conhecemos passaram por mudanças, nós também passamos, o que faz com que tudo seja uma mescla de sensações tão familiares, mas também profundamente distintas.

  • Estância Mimosa, Bonito, MS – O aconchego do retorno a um lugar querido
Jegueton na Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Jegueton na Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Janaína Calaça matando as saudades da Estância Mimosa. Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Janaína Calaça matando as saudades da Estância Mimosa. Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Erik matando as saudades da Estância Mimosa e arriscando perder um naco de dedo! Imagem: Janaína Calaça

Erik matando as saudades da Estância Mimosa e arriscando perder um naco de dedo! Imagem: Janaína Calaça

Com um olhar contemplativo, lembro que, na primeira vez em que visitamos a Estância Mimosa, no fim de novembro de 2010, a região já se despedia da primavera e se preparava para o verão. A vegetação estava mais frondosa, havia muita sombra projetada pelas árvores, apesar do forte calor presente. As chuvas já davam as caras e foi em um dia de chuva que visitamos a estância pela primeira vez. Depois de tomarmos banho na segunda cachoeira, uma forte chuva caiu, mas ainda conseguimos descer e nos banhar em mais três cachoeiras, até que entre raios e trovões, achamos melhor “picar a mula”, pegar a trilha de volta e se contentar com o fato de é que é preciso respeitar o poder e os avisos da natureza e entender que é hora de se recolher. A natureza é o principal atrativo das cidades de Bonito e Jardim e é ela que, sem dúvidas, dita, silenciosamente, as regras que devem ser seguidas.

  • Os jacarés da Estância Mimosa, um capítulo à parte
Sempre de olho. Imagem: Erik Pzado

Sempre de olho. Imagem: Erik Pzado

Devagarinho, ele se aproxima. Imagem: Erik Pzado

Já na margem da lagoa. Imagem: Erik Pzado

Já na margem da lagoa. Imagem: Erik Pzado

Definitivamente, além das lindas cachoeiras da Estância Mimosa, do clima gostoso de fazenda, da comida caseira, o ponto alto da visitação ao local é a possibilidade de avistar (bem de perto) os jacarés, que habitam o lago situado nos arredores da casa-sede. Quando estivemos pela primeira vez na estância, apenas vi um jacaré e não era o Tony, o maior e mais velho de todos. Atualmente, o lago é habitado por mais de 5 jacarés e tivemos a oportunidade (e o privilégio) de ver pelo menos 4 desta vez.

Mais de 5 jacarés habitam as águas do lago situado em frente à casa-sede da Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Mais de 5 jacarés habitam as águas do lago situado em frente à casa-sede da Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Mais de 5 jacarés habitam as águas do lago situado em frente à casa-sede da Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

De volta às águas. Imagem: Erik Pzado

De volta às águas. Imagem: Erik Pzado

Os jacarés costumam subir tanto às margens da lagoa, quanto ao deck construído e projetado sobre as águas. Flagramos estes animais tanto em um espaço como no outro. É possível chegar relativamente perto, mas tenha cuidado. Apesar de estarem “acostumados” à presença humana, não há como esquecer de que se tratam de animais selvagens e que podem sim levar um naco de seu dedão em um descuido. 😛

De olho no jacaré pra ele não morder meu pé! Imagem: Erik Pzado

De olho no jacaré pra ele não morder meu pé! Imagem: Erik Pzado

  • Estância Mimosa: clima de fazenda e comidinhas caseiras
Erik descansando e tomando um cafézin! Imagem: Janaína Calaça

Erik descansando e tomando um cafézin! Imagem: Janaína Calaça

Cafézin pra despertá! Imagem: Erik Pzado

Cafézin pra despertá! Imagem: Erik Pzado

A "marvada" cachaça! Imagem: Erik Pzado

A "marvada" cachaça! Imagem: Erik Pzado

Uma das coisas de que lembrava bastante (e que me deixou muita saudade) foi, sem dúvidas, do clima de fazenda, do ritmo descompassado, da tranquilidade da Estância Mimosa. Lembro que, na primeira vez em que estive por aquelas terras, sentei à beira da lagoa, debaixo de uma árvore, e simplesmente deixei o tempo passar sem pressa, sem ansiedade. Era apenas eu, o lago, o vento e a cabeça descansada. Este ano, experimentei novamente essa sensação gostosa e tratei de rever tudo que me deixou saudade.

Reencontrando o Luís, um dos responsáveis pelo clima gentil de receptividade da Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Reencontrando o Luís, um dos responsáveis pelo clima gentil de receptividade da Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Jegueton entre suas amigas, as vaquinhas da Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Jegueton entre suas amigas, as vaquinhas da Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Dani, Gabi e Jegueton. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Dani, Gabi e Jegueton. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

O que antes era uma casa de fazenda, onde os donos da propriedade reuniam sua família para passar um tempo juntos, hoje se tornou o receptivo da Estância Mimosa, onde a equipe atende aos visitantes. Falando na equipe, a Estância Mimosa possui uma das equipes mais gentis e preparadas para receber bem os seus turistas. Além da segurança em que passa as informações, a gentileza é um dos pontos fortes, pois gera a sensação de acolhimento e de estarmos em meio a uma grande família. Ponto para os profissionais que tocam o local, principalmente para o Luís, um amigo que fizemos em nossa primeira visita à estância.

Fogão de lenha e comida caseira. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Fogão à lenha e comida caseira. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Frutas, verduras e legumes frescos. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Frutas, verduras e legumes frescos. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

A corrente mantém os recipientes refrescados. Imagem: Erik Pzado

A corrente mantém os recipientes refrescados. Imagem: Erik Pzado

Para quem gosta de comidinha caseira, daquela que você só encontra na casa da mãe ou da vó, a Estância Mimosa oferece aos seus visitantes um almoço e um lanchinho, todos preparados na sede da fazenda, com produtos frescos e no fogãozinho à lenha. Como fizemos a trilha à tarde, almoçamos antes e, quando retornamos do passeio, fomos recebidos com uma farta mesa de bolos, pães, doces, biscoitinhos e café. Nham!

  • Trilha da Estância Mimosa e seu Circuito de Cachoeiras
Botas de neoprene e papetes são ideais para a trilha que leva ao circuito das cachoeiras. Imagem: Erik Pzado

Botas de neoprene e papetes são ideais para a trilha que leva ao circuito das cachoeiras. Imagem: Erik Pzado

Jana Calaça e Luís dando início à trilha. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Jana Calaça e Luís dando início à trilha. Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Depois do almoço, lá fomos nós dar início à trilha para o Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa. No pé, botinha de neoprene ou papete, para evitar escorregões e acabar estragando o passeio. Fui com a botinha da estância e o Erik já estava calçado com papete. O ponto forte da bota de neoprene é o fato que você pode entrar com ela na água. Protege o pé e te dar sustentação em pedras cheias de limo, por exemplo.

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Um dos pontos interessantes nesta revisitação à Estância Mimosa foi saber que, depois das fortes chuvas do mês de Janeiro, muitas das cachoeiras que vimos, Erik e eu, e onde tomamos banho mudaram. A força das águas modificaram as paisagens a ponto de criar novas cachoeiras, inundar algumas, até o ponto de fazê-las desaparecer.

Luís e Jegueton e a Cachoeira do Salto. Imagem: Erik Pzado

Luís e Jegueton e a Cachoeira do Salto. Imagem: Erik Pzado

Cachoeira do Salto, Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Cachoeira do Salto, Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Algumas plataformas foram levadas pela força das águas das cachoeiras, o que acabou por gerar um intenso trabalho de reconstrução e de reconfiguração das trilhas em diversos pontos, pois áreas, onde antes passava algumas dessas plataformas, agora estavam inundadas. Tudo isso mostra que, mesmo com poucos meses separando uma visita da outra, ainda assim reencontramos a estância em seus pontos familiares e nas suas mudanças.

Luís, Jana Calaça, Jegueton e Erik na Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Luís, Jana Calaça, Jegueton e Erik na Estância Mimosa. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Circuito de Cachoeiras da Estância Mimosa, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Desta vez, não tomamos banho de cachoeira, mas curtimos bastante o passeio. Com o sol nos ajudando, pudemos apreciar as formações com mais tranquilidade e visibilidade. As águas estavam cristalinas e não turvas, o que nos fez ver o quanto, verdadeiramente, este lugar é especial e vale a pena ser visitado, apreciado, registrado e conservado. Agradeço ao Luís por ter sido nosso guia neste dia e por nos acompanhar neste momento tão bacana de revisitação.

Erik, Jana e Jegueton: família feliz na Estância Mimosa. Imagem: Luís

Erik, Jana e Jegueton: família feliz na Estância Mimosa. Imagem: Luís

Um amor para celebrar e a natureza à nossa volta. Imagem: Luís

Um amor para celebrar e a natureza à nossa volta. Imagem: Luís

  • Uma surpresa da Estância Mimosa para a família Jeguiando

Com o cair da tarde, retornamos à casa-sede para o tradicional lanchinho caseiro, regado a muito café e pontuado de gostosuras presentes na mesa. No entanto, enquanto pensávamos que aquele seria um dia como qualquer outro, fomos surpreendidos, mais uma vez, pela gentileza desta equipe, que tem de nós não só muito respeito, mas muito carinho também. Ao saberem que Erik e eu havíamos ficado noivos, os amigos da Estância Mimosa nos deram de presente, nada mais, nada menos, que um bolo de noivado personalizado!

Família Jeguiando é surpreendida com um lindo bolo de noivado preparado pela equipe da Estância Mimosa

Família Jeguiando é surpreendida com um lindo bolo de noivado preparado pela equipe da Estância Mimosa

Erik, Jegueton, Jana e Luís. Noivado comemorado na Estância Mimosa.

Erik, Jegueton, Jana e Luís. Noivado comemorado na Estância Mimosa.

A surpresa foi tão grande e tão gratificante, que meu cérebro deve ter parado por uns momentos, pois não consegui reagir no momento (pra variar!). Envoltos por pessoas de abraço sincero e caloroso, tivemos mais um momento de comemoração deste que foi um momento tão esperado por nós: o de trocar alianças, de celebrar nossa união, de construir novos planos e livre de pendências.

Erik, Jana e Jegueton cortando o bolo de noivado oferecido pela Estaância Mimosa

Erik, Jana e Jegueton cortando o bolo de noivado oferecido pela Estância Mimosa

Jegueton cortando o bolo. Imagem: Erik Pzado

Jegueton cortando o bolo. Imagem: Erik Pzado

Agradecemos, verdadeiramente, a Carina Freitas (tenho certeza que tem dedo dela nesta surpresa), ao Luís e à toda a linda equipe da Estância Mimosa por todo o carinho e consideração por nós. Com esta demonstração de afeto, temos certeza que deixamos, realmente, grandes amigos nesta cidade de que gostamos tanto. Obrigada, em nome da família Jeguiando, por esse inesquecível gesto e por fazerem parte, agora, das nossas lembranças de um momento tão marcante de nossas vidas. Revisitar a Estância Mimosa nos fez gostar cada vez mais deste lugarzin, onde o tempo desacelera, onde as pessoas conversam olhando nos olhos, onde podemos ser mais humanos.

De quem será o primeiro pedaço? Imagem: Erik Pzado

De quem será o primeiro pedaço? Imagem: Erik Pzado

  • Mais informações

– Localização: Situa-se 26 km ao norte do município de Bonito, às margens do Rio Mimoso. O acesso à Estância é feito pela rodovia MS-178 (Bonito – Bodoquena).

– Site oficial: Estância Mimosa

– Nossa primeira ida à Estância Mimosa: http://jeguiando.com/2011/01/03/bonito-ms-estancia-mimosa/

  • Sobre a fam trip a Bonito:

– Agradecimento especial aos nossos anfitriões: Bonito Web (especialmente a Carina Freitas) e Bonito Hostel (Seu Luiz Octávio, Maria Laura Junqueira e a toda a equipe que nos acompanhou durante nossos dias de estadia).

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

4 Comentários

  1. Pedro Serra disse:

    Saudades desse lugar… quero voltar!!! O Luís é uma figuraça!

    Bjs

  2. Carina disse:

    Oi trup, amei o post, sempre leve, cheio de detalhes que parece que a gente está vivendo a história.
    Há, as fotos então ficaram muito legais, o olhar do Jegueton para o Bolo foi demais, acho que bem provável que o primeiro pedaço foi dele, kkkkkk
    Tem outra tb que a Jana diz que o Erik está tomando cafézin e tem o Jegueton atrás dele tirando uma soneca, hehehehe
    Agradeço as palavras em nome de toda a equipe da Estância Mimosa, nós tb adoramos a visita.
    bjusss

  3. […] de revisitação a lugares que nos marcaram e de que gostamos muito, como, por exemplo, retornar à Estância Mimosa (em outra época do ano e constatar as mudanças na vegetação e nas próprias cachoeiras) ou […]

  4. […] os principais passeios e atrativos da região, destacamos: o Balneário Municipal, a Estância Mimosa, o complexo do Rio da Prata, a Lagoa Misteriosa e ainda a icônica Gruta do Lago […]


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: