Bonito Hostel – Hospedagem econômica em Bonito, MS


Caros jeguiantes, entre os dias 25 e 31 de julho, a trupe do Jeguiando arrumou suas mochilas e cangalhas e partiu para uma fam trip em Bonito, a convite do Bonito Web e do Bonito Hostel. O Bonito Web, que cuida da divulgação do Recanto Ecológico do Rio da Prata e da Estância Mimosa, foi novamente nosso parceiro nesta viagem ao lado do Bonito Hostel, tocado por seu Luiz Octávio (que há anos reúne várias histórias sobre a cidade na cachola!) e tem em sua filha, a Maria Laura Junqueira, uma das maiores entusiastas do hostel, que já recebeu e recebe pessoas de todos os cantos do mundo, interessadas em descobrir o por quê de Bonito já ter sido citado mais de 9 vezes como o melhor destino de ecoturismo no Brasil.

  • Hospedagem econômica em Bonito – Bonito Ecological Hostel
Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Quando planejamos uma viagem, vários pontos devem ser levantados na ponta do lápis ou na planilha do Excel: quanto vamos gastar com passagens, hospedagem, passeios, alimentação, deslocamentos e outras despesas eventuais. Este é o momento de definir quais são as prioridades da viagem: conforto na hospedagem, maior número de passeios, independência com a locação de um veículo, etc. Viajar para Bonito envolve dois pontos importantes: passeios e transporte. Apesar de muitos afirmarem que Bonito é um destino caro, discordo por uma razão simples: quando se trata de ecoturismo, que envolve equipamentos próprios para a realização de um passeio, segurança, guia, manutenção de trilhas, etc., o custo é justificado. Para manter a estrutura de uma fazenda, as trilhas sempre vistoriadas, os carros de apoio, funcionários, tudo envolve um custo alto e, por esse motivo, o valor é repassado. Caso a sua prioridade seja fazer o maior número de passeios e o transporte é necessário para chegar nos passeios, o negócio é economizar em alguns pontos, sem perder, no entanto, na qualidade do serviço.

Recepção. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Recepção. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Janaína Calaça

Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Janaína Calaça

  • Bonito Hostel: o fator humano e as interações

Quando viajamos para Bonito pela primeira vez, fomos convidados a nos hospedar em um hotel. Em nosso retorno à cidade, fomos convidados pela Maria Laura Junqueira e pelo seu Luiz Octávio a nos hospedar no Bonito Hostel, convite a que, prontamente, aceitamos. Fundado em 1997 por seu Luiz Octávio, o hostel coleciona não só anos de experiência no atendimento a hóspedes do mundo inteiro, mas, principalmente, boas histórias, muitas delas ouvidas por nós em algumas das noites que tivemos a oportunidade de bater um papo com o proprietário da casa.

Erik no Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Janaína Calaça

Erik no Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Janaína Calaça

Jana no Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Jana no Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Apesar dos viajantes optarem por um hostel quando o negócio é economizar, acredito que o fator mais relevante nesses locais é, sem dúvidas, o fator humano. A dinâmica de um hotel em relação a um hostel é muito diferente, principalmente quando se trata das interações entre as pessoas. Em um hotel, o visitante costuma ficar isolado em seu quarto, durante as refeições, etc. Em um hostel, mesmo que você opte por um quarto privativo, ainda assim nas áreas comuns o clima de “vamos bater papo”, “vamos trocar experiências” é constante. Erik e eu ficamos hospedados no Bonito Hostel durante todos os dias de nossa estadia em Bonito e, em pouco tempo, conhecemos muitas pessoas, tivemos contato com histórias distintas, que enriqueceram muito nossa viagem. Conhecemos a Maria Cecília e a Marta, seu filhote Jorginho e Álvaro, seu esposo. Marta e Maria Cecília foram para Bonito realizar o sonho do falecido pai de conhecer aquela terra e era emocionante vê-las comentando com o Jorginho as lembranças de infância, que envolviam a vontade de estar naquela cidade. Conhecemos também D. Elza e sua filha Débora, que viajaram juntas para conhecer o destino e que nos foram uma grata companhia nesta viagem (espero revê-las em São Paulo!), e o Eduardo, sua namorada e amigos (4 cariocas muito bacanas que também nos fizeram companhia e com quem batemos altos papos nestes dias de viagem). As interações humanas, no fim das contas, acabam sendo o ponto crucial e o diferencial de um hostel. Muita gente viaja só e acaba a viagem inserido em um grupo de pessoas, trocando telefone, e-mail e até programando um próximo mochilão. Só se isola quem quer. Hostel não é lugar de solidão! 😀

  • Bonito Hostel: a estrutura e os serviços
Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Área da piscina. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Área da piscina. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

– Estrutura

Em termos de estrutura e serviços, o Bonito Hostel oferece ao seu hóspede: quartos coletivos (você divide um quarto com outras pessoas), acomodações para casais e famílias (quartos privativos, onde, inclusive, ficamos hospedados) e área de camping, para quem quiser armar sua barraquinha e dormir sob as estrelas. Loja de conveniência, redário, dois salões de convívio e jogos com 240 m²; som CDs; TV via satélite SKY TV; DVD; Sala de INTERNET própria com ar condicionado e Wi-Fi Zone gratuito ao redor do Hostel/ PISCINA; ampla cozinha equipada aberta ao uso dos hóspedes; HI bar lanchonete, lavanderia delivery, estacionamento próprio para automóveis (mais de 20 vagas) e estacionamento para 2 ônibus de excursão e motor-home com vigia /segurança noturno também fazem parte da estrutura oferecida pelo hostel.

Área da piscina. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Área da piscina. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Anexo do Bonito Hostel. Imagem: Erik Pzado

Ficamos hospedados no anexo do Bonito Hostel em uma espécie de chalé. Nosso chalézinho (bem confortável por sinal) contava com uma cama de casal, uma de solteiro, banheiro privativo, armário e ar condicionado. Os quartos não possuem TV, mas não vejo problema nisso. Bonito é uma cidade cheia de opções. Televisão a gente deixa para ver em casa! 😉 O café da manhã, servido das 06:30 às 09:30, também estava incluso.

Área de camping. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Área de camping. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

– Serviços

Além de hospedar pessoas do mundo inteiro, o Bonito Hostel também possui sua própria agência e operadora de turismo: a BONITO Ecological Tour, que organiza os atrativos ecológicos e transporte; locação de bicicletas, locação de cameras sub. Todos os atendentes são, no mínimo, bilíngues, para atender ao intenso fluxo de hóspedes estrangeiros que chegam todos os dias no local. Destaque para a equipe que recepciona os hóspedes, cuida dos passeios e das buchas que, porventura, apareçam. Um abraço para todos, em especial para o Luiz e para o Glauco, com quem batemos altos papos e que nos deram várias caronas para a cidade! Nossas pernas e joelhos agradecem e a companhia de vocês, o sorriso amigo, foram muito importantes para nós!

Redário. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

Redário. Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

  • Informações gerais

– Confira aqui se este hostel pode ser reservado através do Booking e não perca tempo!

– Localização:Rua Lúcio Borralho, 716. Bonito, Mato Grosso do Sul, MS.

– Site oficial: Bonito Hostel

Jeguiando esteve no Bonito Hostel, Bonito, MS. Imagem: Erik Pzado

  • Sobre a fam trip a Bonito:

– Agradecimento especial aos nossos anfitriões: Bonito Web (especialmente a Carina Freitas) e Bonito Hostel (Seu Luiz Octávio, Maria Laura Junqueira e a toda a equipe que nos acompanhou durante nossos dias de estadia).

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

4 Comentários

  1. […] espaço suficiente para acomodar os meus caros glúteos!). Pois bem, quando Erik e eu chegamos ao Bonito Hostel, saí catando uns panfletos para dar uma olhada no que eu ainda não conhecia em termos de passeios […]

  2. […] Tivemos também a companhia do seu Luiz Octávio – já no fim da noite -, proprietário do Bonito Hostel, que nos hospedou durante todos os dias em que estivemos em Bonito e que partilhou conosco um pouco […]

  3. vilma disse:

    gostaria de saber qual são os valores dos quartos, e se tem privado para casal com banheiro dentro do quarto, ou é tudo juntos para todos,?
    ou se tem para quatro pessoas, casal com filhos,.?
    equanto custa. para fim de ano,.
    é que sempre saimos de ferias, para o litoral, mas neste ano queremos fazer algo diferente, iremos passear pelo nosso estado, e por isso precisamos de lugar barato mas com qualidade boa,. principalmente no que diz questão para dormir, e tomar banho,. e como é o camping de vcs,. tbm acostumamos acampar. e quanto custa o camping, e o que ele nos oferece,
    att- vilma.

  4. vilma disse:

    pelos comentários do casal acima, parece que é muito legal aí, pois nós gostamos das coisas simples e ser bem recebidos,. e fazer amizades é uma delas.


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: