Comidas típicas juninas – O que provar na sua viagem?


No post passado, dei algumas dicas de onde passar o São João no Nordeste, região em que, sem dúvidas, as festas juninas são realmente aguardadas e festejadas durante dias. As principais festas populares do mês de junho são: Festa de Santo Antônio (13 de junho); São João (24 de junho, sendo esta a mais famosa) e São Pedro (28 de junho). Além do forró, das bandeirolas, fogos de artifício e fogueiras, o viajante, que resolver arrumar as malas para o nordeste, já deve saber o que o espera em termos de comidas típicas da época. Apesar das receitas circularem o país, há sempre algumas variações, seja no nome dos pratos ou até mesmo na presença ou não de alguns itens na mesa, como, por exemplo, o caso do amendoim e do pinhão. No Nordeste, nesta época, é comum cozinhar amendoim em grande quantidade para serem consumidos na festa, já no sul e sudeste, o que vemos mesmo é a presença do pinhão cozido. O importante mesmo é experimentar um pouco de cada e entrar na festa!



 

  • Canjica ou Curau
Canjica ou curau. Imagem: Janaína Calaça

Canjica ou curau. Imagem: Janaína Calaça

O mês de junho é pontuado pela fartura do milho, sendo assim a maioria dos pratos juninos são feitos à base do cereal. No nordeste, este doce feito à base de milho, leite e açúcar, polvilhado com canela, é chamado de canjica, mas é conhecido no sudeste como curau de milho, o que mostra já uma variação regional. Algumas pessoas acrescentam leite de coco na preparação do prato, juntamente com o leite de vaca.

  • Bolo de milho
Bolo de milho. Imagem: Erik Pzado

Bolo de milho. Imagem: Erik Pzado

O bolo de milho é, sem dúvidas, o mais consumido entre os bolos que circulam nas festas juninas, mas divide espaço também com os de aimpim (mandioca/macaxeira), tapioca, laranja, puba, cenoura, entre tantos outros que enfeitam as mesas e as barraquinhas das quermesses.

  • Bolo de aimpim ou macaxeira
Bolo de aimpim ou macaxeira. Imagem: Janaína Calaça

Bolo de aimpim ou macaxeira. Imagem: Janaína Calaça

Tão famoso quanto o bolo de milho na mesa junina, o bolo de aimpim (macaxeira ou mandioca) também tem espaço nas barraquinhas das festas do mês de junho (principalmente no Nordeste) e de algumas barraquinhas também de quermesse. Na minha opinião, é um dos bolos mais saborosos! =)

  • Licor
Licor. Imagem: Janaína Calaça

Licor. Imagem: Janaína Calaça

Enquanto no Sudeste, as bebidas mais consumidas nas festas juninas são o quentão e o vinho quente, no Nordeste a bebida que ocupa as mesas e barraquinhas é, sem dúvidas, o licor. O licor, segundo verbete extraído da Wikipedia, “é uma bebida alcoólica doce, geralmente misturada com frutas, ervas, temperos, flores, sementes, raízes, cascas de árvores ou ainda cremes. Os licores não costumam ser envelhecidos por muito tempo, mas podem ficar algum tempo descansando até que atinjam o sabor ideal”. No Nordeste, os mais famosos são de passas, jenipapo, tamarindo e cajá. =)

  • Pamonha
Pamonha. Imagem: Cris Masson.

Pamonha. Imagem: Cris Masson.

A pamonha, feita também de milho, é preparada com uma massa que leva leite, açúcar e sal, submetida a cozimento e embalada na própria palha do cereal.

  • Milho cozido ou assado
Milho cozido ou assado. Imagem: Vantunes.

Milho cozido ou assado. Imagem: Vantunes.

Como havia dito anteriormente, junho é o mês do milho e, além de podermos utilizá-lo em diversas preparações, o cereal ainda pode ser consumido cozido ou assado. Na minha infância, nas festas juninas, esperávamos a madeira da fogueira ser reduzida a carvão para assar nossas espigas de milho na brasa espalhada no chão. Eita, coisa boa!

  • Amendoim cozido
Amendoim cozido. Imagem: Erik Pzado

Amendoim cozido. Imagem: Erik Pzado

No Nordeste, as feiras e supermercados são tomados por balaios e mais balaios de amendoim e lá é preparado em sua própria vagem, com sal, através de cozimento. Junto com o bolo de milho, é o prato mais apreciado na época dos festejos juninos.

  • Mungunzá ou canjica
Mugunzá no Nordeste, canjica no sudeste. Imagem: Fábio Righetti.

Mungunzá no Nordeste, canjica no Sudeste. Imagem: Fábio Righetti.

E mais uma vez nos deparamos com uma variação regional. No nordeste, este doce feito com milho, principalmente branco, cozido em água, açúcar e sal, onde se acrescenta leite de vaca ou de coco, é chamado de Mungunzá. No Sudeste, o doce é conhecido pelo nome de canjica.

  • Arroz doce
Arroz doce. Imagem: Paulo J. Serra.

Arroz doce. Imagem: Paulo J. Serra.

Outro prato, bastante consumido e apreciado na época, é o arroz doce, preparado com leite condensado e com o cereal que dá nome à preparação através de cozimento.

  • Pinhão cozido
Pinhão. Imagem: Erik Pzado.

Pinhão. Imagem: Erik Pzado.

Se, no Nordeste, os balaios das feiras e supermercados são recheados de amendoim, no sudeste quem manda mesmo é o pinhão. Da mesma forma que o amendoim é cozido em água e sal, na panela de pressão, o pinhão também é preparado, a diferença está no tempo de cozimento, que, no caso do pinhão, é definitivamente muito mais longo que o do amendoim.

Bom, caros jeguiantes, espero que tenham aproveitado as dicas do que experimentar durante as viagens para os festejos juninos. As opções são muitas, mas escolhi apenas os pratos mais conhecidos e que geralmente figuram com maior frequência nas festas, tanto nas do norte, quanto nas do sul do país. Boa viagem e curtam uma degustação também!

Matéria: Janaína Calaça.

Imagens:

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

Conheça nossa Fanpage!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

8 Comentários

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Erik PZado Araujo, Jegueton. Jegueton said: Novo post: Comidas típicas juninas: O que provar na sua viagem? http://bit.ly/9O2Luk […]

  2. Luisa disse:

    Olá novamente, eu estava dando uma fuxicada no blog de vocês e ADOREI esse post sobre comidas de festa junina!
    Que pena que passou da época, pois essas comidas são bem vindas sempre (na minha opinião!)
    fiz um post tbm sobre Festas Juninas, dêem uma olhada lá!!
    http://www.amelhoraegnciadeviagens.com.br

    beijos =)

  3. Entrei sabendo que o estômago ia roncar e o peito apertar, mas eu sou forte e o post tá lindo de viver!

    :*

  4. Nanda Sales disse:

    E eu aqui na terra que tem tudo isso, só que gigante. Aqui em Caruaru tem Pé de moleque de 15 metros, cuscuz de 200 kg e canjica tamanho família de nordestino. Só uma dessas gigantes pra matar minha vontade de comer comida de milho.

    Curiosidade: você sabia que no sertão pernambucano e na Paraíba, o munguzá é salgado? Ele leva milho e leite de coco, mas vai linguiça, carne seca, temperos e sal. Confesso que nunca senti vontade de provar, mas quem é de lá conta que é uma dhilííííícia.

    bjos

  5. julia disse:

    eu achei esse website muito bom

  6. Paula Brum disse:

    Amo Festas Juninas, desde sempre. Nunca consegui ir ao nordeste nessa época, nas está nos planos. Já fui em Florianópolis e Brasilia, mas os sabores são diversos. Para mim tem os aromas e sabores da infância: pinhão cozido servido no cone de folhas de revistas (era perfeito, hoje geralmente servidos en copos descartáveis), pipoca e carapinha (amendoim doce, com nescau). Para beber? Muito quentão, de puto vinho tinto. A festa nais atipica que fui foi no Clube Japonês de Brasilia, nesma decoração, mesmas músicas, mas com pratos japoneses! Curti muito o post, pessoal!!! BjO!


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: