Archive for the ‘Jegue Crônicas’ Category

Vale a pena viajar de carro até a Península do Maraú?

Todo mundo adora ver fotos de lugares paradisíacos, praias intocadas, vida selvagem, flora exuberante e, acima de tudo, de “bons drinks” na praia. O que todo mundo esquece é que, independente da real existência de um paraíso, a regra prega que, para chegar lá, você precisa antes passar pelo purgatório. Bem, quase sempre. Com este post, vamos tentar realçar um  [Leia mais]

Sobre a vez em que nadei com tubarões

Quando nasci, minha mãe me deu o nome de Janaína, um dos nomes da rainha do mar. Talvez seja por isso que cresci com tamanho fascínio pela imensidão dos oceanos, pelos seus mistérios, por suas cores e seus animais. Dentre minhas melhores lembranças de infância, estão minhas idas à praia de Jauá, a poucos quilômetros de Salvador, com suas águas  [Leia mais]

Lembro de caminhar ao lado de minha mãe pela feira de São Joaquim, em Salvador, pelo labirinto de barraquinhas, entre os cheiros de camarão seco e dendê e do alarido dos vendedores, que tentavam atrair os clientes para suas barracas. “Aqui tem camarão graúdo, dendê do bom e quiabo verdinho. Chega aqui, freguesa!”. Poucas semanas antes do Dia de São  [Leia mais]

A primeira vez que naveguei pelo Rio São Francisco

Para Góia e todos os bons amigos que fiz nesta viagem No dia da primeira partida do barco do Cinema no Rio São Francisco, acordei com a ansiedade típica dos dias de festa da minha infância, quando, pequena, observava atenta minha mãe enrolar os brigadeiros e outros docinhos e enfeitar o ar com cheiro de açúcar… A mesma ansiedade infantil  [Leia mais]

Jegue Crônicas: Entre joaninhas, tulipas e um envelope azul

Em homenagem a Smita e Kishore Iyengar Hoje estava arrumando o caos da gaveta da escrivaninha do escritório, quando (re)encontrei um envelope azul guardado próximo ao meu passaporte. Não sei se de forma consciente ou não, alinhavei o documento, onde guardo algumas viagens, a uma lembrança querida associada a uma das experiências mais significativas que tive em minha vida até  [Leia mais]

Em homenagem ao meu pai, Luiz Fernando Calaça Em janeiro de 2009, peguei estrada rumo ao sertão pernambucano com minha família. Não fazia aquele caminho desde menina, quando, em um carro apertado, meu pai decidiu reunir todos nós para rever os seus parentes, depois da notícia doída de um desemprego inesperado. Na hora da tristeza, é normal buscar as raízes  [Leia mais]

Em 2010, quando o movimento intitulado de Fattitude (que, na tradução, é algo como “orgulho gordo”) estava causando polêmica por ser considerado uma apologia à obesidade, fui convidada a participar de um quadro do programa MTV Debate (para assistir ao vídeo, clique no link), apresentado pelo cantor Lobão juntamente com o VJ Léo Madeira. Na época, eu assinava uma coluna  [Leia mais]

Jegue Crônicas: O meu São João

No Brasil e, principalmente, no Nordeste, o São João é conhecido como uma das maiores festas populares do calendário nacional, mas para mim é uma festa afetiva. Nasci e cresci em Salvador e, enquanto muitas crianças esperavam pelos chocolates na Páscoa ou pelos presentes no Natal, eu queria o São João, suas bandeirolas coloridas, a fogueira acesa em frente à  [Leia mais]

Jegue Crônicas: Tudo pelo Los Palmeras!

Quem nunca pegou a estrada só para assistir a um show de uma banda querida que atire o primeiro paralelepípedo em minhas graciosas fuças! Quem me conhece sabe que tenho uma alma brega, latina e de sangue quente (sim, sangue quente!!!). Gosto das canções rasgadas, daquelas bem dramáticas, que fala de paixões e amores cheios de sofrimento, em que um  [Leia mais]

Há pouco tempo, quando Erik e eu fomos apresentar uma palestra sobre Bonito (Mato Grosso do Sul) no 8º Encontro de Viajantes, tive a oportunidade de ouvir uma fala muito interessante de um grande viajante, o Luis Filipe Gaspar, sobre a sua vivência em conhecer o mundo. Luis Filipe nasceu em Lisboa, em 1958, e, aos 16 anos, resolveu fazer  [Leia mais]

Jegue crônicas: Dia de Iemanjá

Quem nasce em Salvador sabe que 2 de fevereiro, dia de Iemanjá, é dia também de acabar com os estoques de sabonetes, perfumes de alfazema e cestinhas de palha na capital baiana. É dia de ir para o Rio Vermelho, vestido de branco ou de azul, e enfrentar a multidão por ela. Não importa a que religião você pertença, todo  [Leia mais]

Há um pouco menos de um ano, visitei o Centro de Tradições Nordestinas de São Paulo. A visita aconteceu em um momento de grandes mudanças em minha vida e, como estava lidando com mudanças profundas, acabei, inconscientemente, buscando algo de familiar para me sentir menos perdida. São Paulo é uma cidade que recebe gente de todas as partes do país  [Leia mais]

Toda viagem gera lembranças e boas histórias para contar. Pensando nisso, resolvi compartilhar com os leitores algumas de minhas histórias tragicômicas através de crônicas leves (as Jegue Crônicas), bem “facinhas” de ler, para aqueles momentos em que a última coisa que você quer pensar é no movimento de rotação da Terra ou no movimento de translação da lua. Nossa primeira  [Leia mais]

Comunicação “alternativa” em viagens internacionais

Desde que o mundo é mundo, as pessoas tentam se comunicar, seja por linguagem verbal, por sinais, gestos, linguagem corporal, enfim, há mil maneiras de se preparar Neston e as possibilidades de comunicação são infinitas. Durante os processos de ocupação e colonização, que se deu no período das grandes navegações, línguas emergenciais surgiram para que uma comunicação mínima entre colonizador  [Leia mais]

Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares