De destino principalmente associado às viagens corporativas, São Paulo, ao longo dos anos, tem mudado seu perfil e se firmado, cada vez mais, como um forte destino turístico no Brasil, atraindo a atenção de viajantes de várias partes do Brasil e do mundo. Além das variadas opções gastronômicas e culturais que a cidade oferece, incluindo museus, apresentações musicais e teatrais, a capital paulista tem também convidado seus habitantes e visitantes a vivenciar seus espaços públicos. A animação dos bloquinhos de rua no carnaval, as feirinhas nos fins de semana, andar de bicicleta por suas ciclovias, tudo é um convite a viver São Paulo ao ar livre.

E falando em viver São Paulo ao ar livre, escolhemos trazer hoje um pouco de nossas impressões sobre um dos lugares mais interessantes da capital paulista: a Praça Benedito Calixto, ponto de encontro de várias tribos que buscam produtos e serviços gerados pela economia criativa, cultura, gastronomia e a ocupação do espaço público. Com opções de lazer e serviços, incluindo a já consagrada feirinha de artes, antiguidades e artesanato, que conta com mais de 320 expositores, a praça não pode faltar ao seu roteiro em uma visita ao destino.

Jana na Praça Benedito Calixto. Imagem: Erik Araújo

Jana na Praça Benedito Calixto. Imagem: Erik Araújo

Uma praça nascida nos anos 80

Como tudo (e todos) que nasceram na década de 1980, a Praça Benedito Calixto tem características “barrocas, diferentonas e vanguardistas”. Brincadeiras à parte, o logradouro foi instituído e inaugurado em 1987 e as principais referências sobre o início das atividades da Feira de artes, antiguidades e artesanato datam de 1989. Aos 29 anos de vida, a praça está quase se tornando uma balzaquiana, com bastante personalidade, sucesso, e contando com a presença de frequentadores que vão de 0 a 100 anos.

A irreverência como arte em imãs. Imagem: Erik Araújo

A irreverência como arte em imãs. Imagem: Erik Araújo

Tendo amadurecido junto com a geração da economia criativa, a região ferve com a feirinha que ocorre aos sábados. Suas calçadas ficam lotadas de barracas, onde são expostas toda a sorte de produtos, incluindo jogos de taças de cristal, brinquedos antigos e memorabilia colecionável e mobiliário de diversos antiquários. Garimpando direitinho, é possível encontrar itens centenários e ainda em funcionamento.

Quando falo de itens “antigos”, me refiro, inclusive, a máquinas fotográficas, como a primogênita do mercado digital, a Sony Mavica, que armazena suas fotos em disquetes de 1.44MB. Se isso não é ser hipster, eu já não sei de mais nada.

Câmeras antigas e trajes militares. Imagem: Erik Araújo

Câmeras antigas e trajes militares. Imagem: Erik Araújo

Ache a Sony Mavica. Imagem: Erik Araújo

Ache a Sony Mavica. Imagem: Erik Araújo

Programe a sua visita para aproveitar ao máximo o espaço

Se você é turista ou simplesmente deseja aproveitar a praça em todo o seu esplendor, programe-se para visitar a região aos sábados das 9h às 19h. Para os que desejam encontrar um ambiente mais tranquilo, a dica é: cheguem antes das 11 horas, pois, a partir desse horário, a lotação cresce exponencialmente, já que muitos visitantes preferem fazer seus passeios, almoçar na “praça de alimentação” (Inception feelings, uma praça numa praça) e curtir os shows de chorinho que começam a partir das 14h30m.

Programação da Praça Benedito Calixto

  • Feira de Antiguidades: das 9h às 19h (aos sábados, em toda a extensão da praça);
  • Chorinho na Praça: das 14h30 às 18h (aos sábados);
  • Autores na Praça: (quem souber da agenda, complemente nos comentários, ok?).

Lugares na praça que merecem a sua atenção

Enquanto estiver perambulando pela Praça Benedito Calixto, você certamente encontrará algum lugar que tenha algo que o interesse. Algumas barracas chamaram especialmente a nossa atenção, como a barraquinha de um artesão que produz brincos a partir de zippers, e o já consagrado “Museu da Voz“, que funciona no box 117, onde a família comercializa anéis e bijuterias variadas (atenção, leitoras, há peças bem legais por R$10,00). Além dessas dicas, há uma infinidade de opções de peças para todos os gostos, bolsos e interesses.

Utensílios dos antiquários. Imagem: Erik Araújo

Utensílios dos antiquários. Imagem: Erik Araújo

Lorena e Jana na pechincha. Imagem: Erik Araújo

Lorena e Jana na pechincha. Imagem: Erik Araújo

Além da própria praça é preciso andar com calma e entrar em cada uma das galerias dispostas ao redor. Como dissemos no início deste post, o lugar realmente ferve em termos de inovação, graças aos representantes do mercado de economia criativa, que levam para as lojas uma enxurrada de produtos que vão desde vestuário e calçados até utensílios e itens de decoração.

Em nossa caminhada, gastamos um bom tempo com duas galerias em especial: a Feira Qualquer Coisa e a Feira Como Assim?!…, ambas pontuadas de referências à cultura pop. Como somos loucos por decoração doméstica, investimos em alguns azulejos decorativos que já estão em nossas paredes.

Compras na Praça Benedito Calixto. Imagem: Erik Araújo

Compras na Praça Benedito Calixto. Imagem: Erik Araújo


Como chegar?

  • 🚘 De carro: Por se encontrar na região entre a Rua Cardeal Arcoverde, Henrique Schaumann e Teodoro Sampaio, estacionar por ali pode ser algo realmente desafiador. Há uma grande oferta de estacionamentos na área, contudo somos adeptos do estacionamento “0800” e sempre paramos na rua João Moura, que dista apenas 300 metros da praça e é uma opção tranquila para fugir do assédio de flanelinhas.
  • 🚶 A pé: Saindo do Metrô Clínicas (Linha Verde) ou do Metrô Sumaré, dirija-se até a Rua Cardeal Arcoverde e desça direto até a Praça Benedito Calixto. O trecho é de aproximadamente 1400 metros (sendo a maioria em descida).

Dicas gerais

As dicas aqui contidas são óbvias mas vale sempre reforçar:

  • Cartões são aceitos no geral e dinheiro vivo costuma render descontos;
  • Como há grande fluxo de pessoas, atenção aos seus pertences, bolsas em especial;
  • Caso esteja acompanhado de crianças, redobre a atenção, já que há tráfego de veículos na praça;
  • Vá com tempo, roupas e calçados confortáveis, e
  • Compartilhe suas dicas com os próximos leitores no campo de comentários! 🙂

Viajando para São Paulo, pagando mais barato!

Você está planejando viajar para São Paulo, mas está buscando formas de economizar em sua viagem, com passagens aéreas e hospedagem, por exemplo? A Méliuz, um site que disponibiliza gratuitamente cupons de desconto das melhores lojas online e ainda devolve ao consumidor parte do valor gasto em compras direto na conta bancária (cashback), possui parcerias com empresas como TAM, Hotel Urbano, Submarino. Emitindo os cupons disponíveis no site da Méliuz, você consegue obter descontos em passagens, hospedagem, alimentação, produtos e ainda receber uma parcela do seu dinheiro de volta. O que você está esperando para montar sua viagem e vir conhecer São Paulo? 😉

 

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: