Visconde de Mauá é um destino que, conscientemente ou não, foi sendo desenhado para receber casais. O clima friozinho de montanha, propício para saborear comidinhas quentes e aproveitar ambientes aconchegantes, torna a região uma referência para aqueles que buscam aproveitar momentos românticos, embalados pelo barulhinho do crepitar de uma lareira e, é claro, contagiados pela sensação única de paz que “o mato” confere.

Ao clima bucólico da região adicionam-se os prazeres proporcionados por muitos dos estabelecimentos que se firmaram em Visconde de Mauá, que trazem boa música, comida preparada com esmero e alma e, claro, das boas leituras. Se você é um daqueles viajantes que gostam de tudo isso e ainda de um ambiente romântico e despojado, o Bistrô das Meninas é um lugar para você adicionar ao seu roteiro, se apaixonar e, fatalmente, acabar fazendo novas amizades.

Detalhe do cardápio manuscrito. Imagem: Erik Araújo

O cardápio manuscrito. Imagem: Erik Araújo

  • O espaço do bistrô

Com uma introdução dessas, creio que seja fácil imaginar o que o(a) espera em um dos lugares mais simpáticos da Alameda Gastronômica. O Bistrô das Meninas é tudo isso e um pouquinho mais.

As responsáveis pelo bistrô são as fofas Renata Nesti (o lado literário da casa) e a Noemi del Passo (a alquimista dos sabores), que se instalaram em Visconde de Mauá há pelo menos doze anos e que fizeram deste cantinho bucólico do Rio de Janeiro sua casa e seu negócio.

Jegueton foi condecorado com um casal de bonequinhas pelas meninas do #BistrôDasMeninas 😍 #ap #JeguiandoemVisconde

Uma foto publicada por 🚅🚌🚢🚁Trupe Jeguiando 🐏🐎 (@jeguiando) em

 

Juntas, Renata e Noemi ditam a tônica do bistrô e tornam o local tão acolhedor e familiar, que até o simples ato de ir embora após a refeição fica difícil. Talvez por isso, eu tenha emendado um gostoso bate-papo após o jantar com as proprietárias da casa, que acabou por em se desdobrar em várias horas de agradável conversa e em algumas taças de vinho.❤

Salão do Bistrô das Meninas. Imagem: Erik Araújo

Salão do Bistrô das Meninas. Imagem: Erik Araújo

A casa sintetiza a trajetória das proprietárias Noemi e Renata. Do lado de lá do balcão, você encontra Noemi, uma autodidata em gastronomia, que passou por uma série de restaurantes, sempre trabalhando ao lado de nomes consagrados do mercado gastronômico, o que lhe conferiu conhecimento e técnicas a serem adicionados ao seu talento nato. Seguindo o perfil místico de Visconde de Mauá, não poderia deixar de fazer um trocadilho clichê, mas que se adequa bem ao perfil dessa simpática chefe. Noemi é uma alquimista de sabores. Já do lado de cá do balcão, atendendo aos clientes, você encontrará Renata, que, com seu jeito discreto e acolhedor, sempre tem boas indicações literárias para partilhar com seus clientes e amigos, herança dos tempos em que a escritora (sim, ela é escritora) trabalhava em uma tradicional livraria do Rio de Janeiro.

Lareira e livros. Imagem: Erik Araújo

Lareira e livros. Imagem: Erik Araújo

Dada à multiplicidade de referenciais das meninas, o bistrô tornou-se algo realmente maior do que apenas um restaurante onde é servida boa comida. O ambiente nos remete a filmes clássicos: um ambiente confortável, com decoração que nos faz lembrar de majestosos escritórios de casarões antigos, onde autores escrevem seus romances em frente a uma antiga máquina de escrever.

Área externa Bistrô das Meninas. Imagem: Erik Araújo

Área externa Bistrô das Meninas. Imagem: Erik Araújo

Para coroar a experiência, as meninas ainda tornam a casa ainda mais convidativa com uma trilha sonora deliciosa, sempre privilegiando vozes marcantes em um volume ideal para que você ainda possa manter uma conversa sem ter que elevar o tom de voz! Gostei!

Sala da Livraria da Alameda. Imagem: Erik Araújo

Sala da Livraria da Alameda. Imagem: Erik Araújo

Os ratos de biblioteca se sentirão em casa nesse cantinho de Visconde de Mauá, cercados de livros e mais livros pelas estantes da Livraria da Alameda, que divide o imóvel do bistrô. Ou seja, além de saborear as delícias do restaurante, você ainda poderá dar uma boa garimpada nos títulos literários, que vão desde os clássicos da literatura, passando por HQs (adquiri dois títulos para presentear Jana, sendo eles Deus essa Gostosa, de Rafael Campos Rocha, e a versão de Delírios Cotidianos de Bukowski, ilustrada pelo alemão Matthias Schultheiss), chegando a títulos em versão pocket, para facilitar a vida dos clientes viajantes.   O cardápio do bistrô e demais especialidades

Um cardápio manuscrito. Imagem: Erik Araújo

Um cardápio manuscrito. Imagem: Erik Araújo

  • O cardápio do bistrô e demais especialidades

Já falei demais sobre os encantos da casa, então é hora de passar para o tema original da visita: a comida. O Bistrô das Meninas tem um cardápio bastante diverso, já que a talentosa Noemi acumulou de suas andanças por outros restaurantes muita experiência para a criação de produtos realmente surpreendentes. Além das refeições, o local ainda possui outras vocações, já que também atua como um café, boulangerie e pâtisserie.  Em minha visita ao restaurante, o jantar preparado por Noemi dividiu-se em entrada, prato principal e muitas taças de vinho, o que me fez cometer o pecado de pular a sobremesa!

Em minha defesa, afirmo que dessa forma eu terei uma ótima desculpa para voltar ao bistrô acompanhado da Jana e poder me dedicar às outras especialidades da casa como os macarrons e o brownie, que, segundo relatos locais, é uma excelente pedida.

 

Cores, sabores e texturas da entrada. Imagem: Erik Araújo

Cores, sabores e texturas da entrada. Imagem: Erik Araújo

O jantar teve início com uma deliciosa entrada, composta por uma sopinha de abóbora japonesa, um escondidinho de cogumelos e queijo do cerrado empanado. A trinca provoca uma ótima impressão ao visitante, já que brinca bastante com sabores e texturas. A maciez da sopinha, seguida pela cremosidade densa do escondidinho e finalmente o “croc-croc” do queijo de sabor mais forte compõem uma experiência sensorial. Em relação ao prato principal, pedi às meninas que escolhessem livremente o que eu comeria. Segundos depois do inusitado pedido, a Renata voltou da cozinha com uma pergunta: peixe ou carne? Novamente insisti para que elas decidissem o que eu comeria e assim foi feito. Creio que o sexto sentido da Noemi estava apurado e sua escolha não poderia ter sido melhor! Steak au Poivre (confesso que internamente estava torcendo por ele!).

Steak au Poivre e vinho tinto. Imagem: Erik Araújo

Steak au Poivre e vinho tinto. Imagem: Erik Araújo

O prato principal era composto do Steak au Poivre acompanhado de batatas gratinadas com gruyère e uma cestinha com baguetes (nunca comi uma baguete miúda com textura tão gostosa). Realmente parecia uma miniatura em escala e com um cheiro divino! É possível ver essa belezura logo abaixo, na foto extraída de nosso Instagram.

Steak au poivre #BistrôDasMeninas #ap #JeguiandoemVisconde Uma foto publicada por 🚅🚌🚢🚁Trupe Jeguiando 🐏🐎 (@jeguiando) em

 

  • A Livraria da Alameda

A decoração do Bistrô das Meninas é o resultado de um negócio iniciado há mais de doze anos, que, na base da experimentação, atingiu o modelo de sucesso atual. A casa começou atividades sob o nome La Saveur de Vanille e graças à somatória da dificuldade da pronúncia e o carisma das meninas, o local passou a chamar-se Bistrô das Meninas, em alusão às proprietárias. Mais simples e muito melhor, o nome caiu no gosto da clientela.

A Livraria da Alameda chama-se Shakespeare and Co. em homenagem a Sylvia Beach, proprietária de uma livraria homônima inaugurada na Paris do início do século XX, com a qual Renata traça um paralelo e segue o exemplo, já que naquele período entre guerras havia um terreno ávido por literatura, mas, ainda assim, pouco explorado, tal qual a pacata Visconde de Mauá.

Não há uma linha muito clara onde começa a livraria e termina o bistrô, já que é impossível separar a essência dos dois negócios que coabitam o mesmo corpo. É impossível um cliente da livraria não sentir o gostoso aroma que vem da cozinha, assim como os clientes do bistrô não conseguem escapar ilesos do capricho monástico com o qual Renata produziu, à mão, cada um dos cardápios manuscritos.

Cardápio Manuscrito! Parem as prensas! #BistrôDasMeninas #ap #JeguiandoemVisconde

Um vídeo publicado por 🚅🚌🚢🚁Trupe Jeguiando 🐏🐎 (@jeguiando) em

 

  • Outras informações

– Localização: Alameda Gastronômica, s/n Vila de Maringá – MG

– Tel.: (24) 3387.1461

– E-mail: contato@bistrodasmeninas.com.br

– Aceita Cartões

– WiFi

O Jeguiando viajou para Visconde de Mauá a convite de Tereza Quinderé Comunicação.

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: