Nasci em uma cidade banhada pelo mar (em Salvador) e passei grande parte de minha vida regida pelo fascínio e respeito que sempre tive por suas águas. Quando nasci, minha mãe me deu o nome de Janaína – um dos nomes de Iemanjá, a rainha do mar – e assim fui crescendo, tendo o oceano como um dos maiores referenciais do que é belo e sagrado na vida.

Meu amor pelo mar, no entanto, sempre foi platônico; uma admiração respeitosa à distância; um namoro silencioso; uma veneração. Minhas pequenas incursões por suas águas sempre se davam em minhas idas à praia de Piatã ou de Jauá; em uma travessia ou outra à Ilha de Itaparica; em um passeio em frente às docas ou através de uma moqueca ao meio dia no Mercado Modelo, para apreciá-lo silenciosamente enquanto matava as saudades do dendê. Essa sempre foi a minha relação com o mar: a de um espectador à distância.

O mar e Iemanjá. Imagem: Janaína Calaça

O mar e Iemanjá. Imagem: Janaína Calaça

Splendour of the Seas, aportado em Salvador. Imagem: Erik Araújo

Splendour of the Seas, aportado em Salvador. Imagem: Erik Araújo

Recentemente, Erik e eu fomos convidados a embarcar no Splendour of the Seas, um dos navios da Royal Caribbean, que havia partido de Barcelona, na Espanha, rumo a Santos, no Brasil. Seria um cruzeiro curto para nós – de Salvador a Santos –, mas também a nossa primeira experiência de viagem pelo oceano (minha única experiência a bordo de uma embarcação deu-se em uma expedição pelo Rio São Francisco, no projeto Cinema no Rio). Arrumamos a mala; partimos para essa aventura e vamos tentar, através de nossos posts, traduzir um pouco dessa experiência para nossos leitores, que estão cogitando embarcar em um cruzeiro.

Splendour of the Seas, aportado em Salvador. Imagem: Erik Araújo

Splendour of the Seas, aportado em Salvador. Imagem: Erik Araújo

Splendour of the Seas, aportado em Salvador. Imagem: Erik Araújo

Splendour of the Seas, aportado em Salvador. Imagem: Erik Araújo

Para dar início à nossa série de posts sobre a experiência de viajar a bordo de um cruzeiro, falaremos primeiramente sobre alguns preparativos de viagem de forma geral –  importantes para uma travessia agradável – e, neste mesmo artigo, ainda traremos algumas informações específicas acerca da dinâmica do Splendour of the Seas. Já nos próximos posts, falaremos sobre a estrutura do navio; sobre as opções de entretenimento a bordo e as experiências gastronômicas, que podem ser vivenciadas nos restaurantes de um dos navios mais conhecidos da Royal Caribbean. Acompanhe nossas dicas e prepare-se para sua próxima viagem!

  • Preparativos para embarcar em um cruzeiro e outros detalhes

Toda viagem, sem exceção, exige algum grau de preparo. Como o cruzeiro tratava-se de uma seara completamente desconhecida para mim, fui pesquisar um pouco sobre como funciona a dinâmica a bordo; os documentos necessários; medicamentos; moeda utilizada nos navios etc. Para mim, o melhor material já produzido nesse sentido é o livro Pequeno Livro de Cruzeiros, da jornalista e blogueira Mari Campos, que, além de didático, é uma leitura tranquila e agradável.

Mari Campos autografando o "Pequeno Livro de Cruzeiros" para o Jeguiando. Seguimos todas as dicas, viu, Mari? Imagem: Erik Araújo

Mari Campos autografando o “Pequeno Livro de Cruzeiros” para o Jeguiando. Seguimos todas as dicas, viu, Mari? Imagem: Erik Araújo

Além de indicarmos a leitura do livro da Mari do início ao fim, resolvemos reunir também algumas dicas e observações, que consideramos importantes em termos de preparação para embarcar em um cruzeiro – mesmo que algumas das sinalizações expostas sejam referentes ao Splendour of the seas.

> Contratação de um seguro de viagem: Nunca, jamais, em tempo algum, viaje sem um seguro de viagem. Quando você embarca em um cruzeiro, entra em águas internacionais e isso significa que não necessariamente a carteirinha do seu plano de saúde será aceito no navio. Portanto, consulte um seguro e contrate um que se adeque às suas necessidades e ao seu bolso. Uma simples consulta a bordo de um navio pode custar caro, então não pule essa etapa;

> Consulte a programação do cruzeiro, para levar os trajes de acordo com as atividades propostas: Grande parte dos cruzeiros oferece uma vasta programação de atividades de entretenimento para seus passageiros e algumas dessas atividades exigem um tipo específico de vestuário. Por exemplo, no primeiro dia a bordo do Splendour of the Seas, havia na programação uma festa temática, que pedia o uso de roupas de cor branca (camisas, calças ou vestidos brancos). Há outras festas que pedem vestuário mais formal, que envolve longo e paletó, então é bom sempre consultar a programação antes de embarcar;

Todo mundo vestido de branco para a festa temática! Imagem: Jeguiando

Todo mundo vestido de branco para a festa temática! Imagem: Jeguiando

  > Viaje com pouca bagagem (sugestão pessoal): Sou adepta confessa de viajar com pouca bagagem. Por insegurança, às vezes, as pessoas tendem a levar quase o guarda-roupa inteiro na mala e, para acomodar tantos itens, as bagagens ficam cada vez maiores e mais numerosas. No entanto, temos que pensar na logística tanto do embarque, quanto do desembarque. Com malas de bordo, você consegue carregar o que precisa para sua cabine, sem despachá-la. Despachar mala sempre envolve um risco de extravio e não há nada mais desconfortável do que ficar sem seus pertences durante uma viagem. Erik e eu, por exemplo, viajamos com uma mala de bordo e duas mochilas apenas – nada mais;

Menos bagagem é mais conforto durante a viagem. Imagem: Erik Araújo

Menos bagagem é mais conforto durante a viagem. Imagem: Erik Araújo

> Cartão de débito recarregável; cartão de crédito internacional ou dólares na carteira: Um dos pontos importantes sobre a dinâmica dos cruzeiros é que, a bordo, as moedas aceitas são geralmente Dólar ou Euro (Dólar principalmente). Dessa forma, levar Real não vai adiantar. Nossa moeda não é aceita nas transações. Logo, minha dica é: faça um cartão recarregável do tipo VTM (Visa Travel Money) ou compre dólares. Cartão de crédito só em último caso, por causa do IOF e variação cambial;

> Farmacinha com medicamentos básicos: Como em qualquer viagem, montar uma farmacinha é item de primeira necessidade. Além dos medicamentos de uso contínuo, não esqueça de montar um kit com analgésico, antigripal; antitérmico; remédio para enjoos e probleminhas intestinais; kit de curativo – com gaze, algodão, solução para limpar ferimentos, band-aid –; protetor solar; protetor labial, entre outros itens básicos, que sempre você encontra em uma casa. Uma dica: capriche na quantidade de medicamentos para enjoo (você não sabe se não enjoará) e protetor solar;

> Documentos em dia: Para embarcar em um cruzeiro (assim como em uma viagem de avião, ônibus, trem etc.), o passageiro tem que apresentar um documento de identificação em bom estado. Como embarcamos no Brasil, só precisamos apresentar o RG ou o CNH. Para quem vai embarcar fora do país, é necessária a apresentação de passaporte;

> Cartão Seapass: Ao fazer o seu check-in no Splendour of the Seas, você receberá seu cartão SeaPass. Este cartão tem diversas utilidades durante o seu cruzeiro: é a sua identificação pessoal do cruzeiro; é nele que será cobrado qualquer serviço ou produto extra; ele funciona como sua chave de cabine; ele é o seu cartão de embarque para entrar ou sair em cada parada do navio. Atenção para não perdê-lo e mantenha-o com você durante todo o tempo de seu cruzeiro;

De Salvador rumo ao Rio de Janeiro, a bordo do Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

De Salvador rumo ao Rio de Janeiro, a bordo do Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

A bordo do Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

A bordo do Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

> Descidas nas paradas: Cruzeiros não envolvem apenas destino de partida; destino final e navegação. Há várias paradas ao longo da viagem, principalmente quando se trata de cruzeiros muito longos. Como já embarcamos no fim da viagem (de Salvador a Santos), só contamos duas paradas e o desembarque: uma em Salvador; outra no Rio de Janeiro. Tanto no momento de desembarque, quanto no de embarque, é necessário apresentar seu cartão Seapass. Atente-se, principalmente, ao horário que o navio partirá para não ficar para trás! O navio tem hora marcada para partir do porto e não aguarda quem não se atenta aos horários;

> Alimentação e bebidas a bordo: Cada cruzeiro tem uma proposta distinta com relação à alimentação e bebidas. No Splendour of the Seas, café da manhã; almoço; jantar e lanches estavam inclusos e algumas bebidas também, como alguns tipos de suco, água, chá gelado e café. Para bebidas leves como refrigerantes e bebidas alcóolicas, os custos eram cobrados à parte. A maioria das refeições principais (e inclusas) é servida no restaurante principal do navio – no Windjammer –, em serviço de buffet, mas há também a opção de restaurantes de especialidade, com serviço A La Carte, que servem uma entrada, prato principal e sobremesa por um preço fixo;

Várias opções de restaurantes a La Carte a bordo do Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

Várias opções de restaurantes a La Carte a bordo do Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

Cuidadosa seleção de vinhos. Splendour of the Seas, Royal Caribbean. Imagem: Erik Araújo

Cuidadosa seleção de vinhos. Splendour of the Seas, Royal Caribbean. Imagem: Erik Araújo

> Internet e telefone a bordo: Apesar de o navio contar com internet e telefone a bordo, atente-se apenas para o custo do serviço. Ligações podem ser feitas diretamente de sua cabine 24 horas por dia, ao custo de US$ 7,95 por minuto, que será automaticamente cobrado em sua conta SeaPass. O acesso à internet também é cobrado por minuto em dólar;

> Programação de entretenimento a bordo: Todos os dias, no Splendour of the Seas, um jornalzinho contendo a programação do dia é deixado na cabine, para que o passageiro possa programar suas atividades durante o dia. Entre aulas de dança; festas; caças ao tesouro; apresentações musicais e perfomances, os dias a bordo de um cruzeiro são pontuados por várias atividades para todos os perfis e idades. O Splendour of the Seas é ideal para viagens em família; viagens a dois e em grupo de amigos.

Festa de despedida no Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

Festa de despedida no Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

Perfomance acrobática no Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araújo

Perfomance acrobática no Splendour of the Seas. Imagem: Erik Araúj0

Festa temática à beira da piscina. Imagem: Erik Araújo

Festa temática à beira da piscina. Imagem: Erik Araújo

Se gostou de nossas dicas sobre alguns preparativos básicos para embarcar em um cruzeiro – algumas delas mais gerais e aplicáveis a outros cruzeiros e outras específicas sobre o Splendour of the Seas –, não deixe de acompanhar nossas próximas postagens sobre a viagem a bordo de um dos navios da Royal Caribbean! A temporada de cruzeiros no Brasil acabou de começar!

  • Outras informações

– Site oficial da Royal Caribbean: http://www.royalcaribbean.com.br/

  • Agradecimentos

À Royal Caribbean pelo convite para participar dessa viagem e por nos dar a chance de vermos o mar por um outro prisma; a Lara Gianotti e Alexandre Tsuneta, da X Comunicação, pela confiança em nosso trabalho; aos amigos de viagem, que tornaram essa experiência ainda mais proveitosa: Antonia Toledo, a fofíssima Toninha; a queridíssima Zuleika, a Zu; Renata, do Tempere sua Viagem; Marcel e Aninha, do Programa de Viagem; JB, Marcel e Thiago, do Programa JB; Zarcillo; Samantha; Renée e que eu não tenha esquecido de ninguém!!!

Siga o Jeguiando nas redes sociais:

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

15 Comentários

  1. Mari Campos disse:

    Que fofos vcs em se lembrarem de mim! <3 Carinho imenso, sempre! E que delícia de cias para estrear em alto mar, hein? aposto que riram muito com Larita e Zuleikita 🙂 bjs!

    • Mari, sempre lembraremos de você, menina! =D Amigos nunca saem de nossas vidas e de nossas lembranças, mesmo com a correria, falta de tempo e demandas cotidianas. Você sempre está entre nós como uma presença positiva e como inspiração. =)

      Neguitas, se ri com a Lara e a Zu? Magina! Hahahahahahaha

      Beijão e saudades,

      Jana.

      • Lara disse:

        Ownnnn…
        De volta à labuta, não pude deixar de ler esse post incrível como uma das primeiras coisas de meus afazeres… rs
        Feliz 2014 para vcs (aproveito também pra deixar um bjo para a Maricota) e que a parceria só cresça!

        Um dos presentes que a minha profissão me dá é a oportunidade de conhecer pessoas incríveis como vcs!

        Amei o post.

        bjs

  2. Oi Jana e Erick,
    Muito legal o post!!! Amei a lembrança e as fotos… E eu tô numa delas!!! Rsrsrs…
    Adorei a companhia de vocês!
    É o mar nos mostrando novos caminhos e deliciosas amizades!
    bj grande!
    P.S. – também amoooooo o mar, que me fascina, encanta, estasia!

    • Oi, Rê!

      Que nada, menina! Não há nada que agradecer! >< Foi um prazerr conhecê-la, assim como a todos que fizeram parte dessa viagem. O bom de tudo é que foi a primeira vez que embarcamos em um cruzeiro e só tivemos lembranças positivas para trazer conosco, depois que desembarcamos. Espero encontrá-la em outro momento na vida e vamos nos falando!!! =DDDD Um grande abraço, Jana.

  3. Leo Machado disse:

    Cruzeiros sempre são uma excelente opção para curtir as férias, ainda mais quando falamos de cruzeiros como esses citados no post. Parabéns pelas dicas.

  4. Já tive diversos amigos convidando para fazer cruzeiros esse ano, mas tenho muito medo de mar…por isso to procurando posts como o seu para me animar um pouco mais e deixar o medo de lado!

    Obrigada pelas dicas e por me dar mais coragem de encarar essa aventura!

    • Oi, Sandra! =)

      Não tenha medo! Eu sempre penso que se algo tiver de acontecer, acontece. O melhor da vida é nos permitir fazer algo que desejamos quando podemos fazer. Estou na torcida para que você embarque no seu sonho! =DDDDDDDD

      Beijão,

      Jana.

  5. Lucas Ferreira disse:

    Olá Janaína, gostei muito do seu post! já fiz outros cruzeiros e é a minha primeira vez no Splendour Of The Seas, gostaria de saber..
    – Existe algum serviço pago como Sauna, Spa são pagos ?
    – Existe mesmo sucos, águas, chás de graça ?
    – Qual era a moeda do navio ? Euro ou Dólar ?
    – Vale a pena comprar pacotes de viagem no navio ou vale mais a pena sair por conta ?

    Me desculpe pelas perguntas ! Obrigado !

    • Erik PZado disse:

      Oi Lucas, tudo bom?
      Há serviços adicionais de SPA e bem estar sim. 😀
      Sim, os sucos, águas e chás são servidos na áreas públicas e lanchonetes, não morrerá de sede 😀
      As despesas são lançadas em cartões que devem ser fechadas antes do desembarque, os valores são em dólares.
      Não entendi quanto a última pergunta, mas em se tratando das paradas, cote com antecedência eventuais city tours (use a internet :D)

  6. Mariana disse:

    Adorei o post! Muito útil e bem escrito, parabéns!

    Eu vou num cruzeiro no splendour of the seas, e não consegui achar a programação em nenhum site… onde vc conseguiu achar?

    Obrigada!

    • Erik PZado disse:

      Obrigado Mariana. Há duas formas fáceis para obter a programação:
      1 – O site da própria Royal;
      2 – Veja com a operadora na qual fechou seu pacote, tenho certeza que eles providenciarão bastante rapidamente.

      Boa viagem 😀

      • Mariana disse:

        Oi Erik, obrigada pela resposta!

        Entrei em contato com a minha agência, me disseram que eles não tem esse material pra oferecer (ficaram só dizendo que no navio, eles colocam a programação do dia seguinte na noite anterior, apesar de eu dizer que queria saber pra programar o que levar), e fucei um monte no site da Royal e não consegui achar essa programação diária dos eventos que tem no cruzeiro e tudo mais. Desculpa pelo incômodo, mas vc poderia me sugerir mais algum outro lugar pra eu conseguir?

        Obrigada!

        • Erik PZado disse:

          Magina Mariana, pode ficar sossegada :D. Em linhas gerais as atividades são expostas sim nas vésperas mas nada muito sofisticado. O “rito” no geral envolve as seguintes atividades:
          “Noite do Branco” onde deve-se usar tons claros. Na boa? Adere quem quer, afinal não é uma gira de pais de santo :D.
          “Jantar com o Capitão” onde deve-se usar um traje mais social, novamente há muita gente que não adere e por outro lado há pessoas que realmente capricham no look.
          De resto tudo é variação sobre o mesmo tema, festa, festa e festa! 😀 Não sofra por aparentemente as coisas estarem um pouco solta, no fim há diversão para todos, tá?


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: