Em uma das porções mais elevadas de Cunha, próximo a interessantes ateliers, como o Atelier do Antigo Matadouro (do ceramista Alberto Cidraes) – que considero um dos mais instigantes e interessantes da cidade – e o Ateliê de Cristiano e Sandra Quirino, encontra-se um charmoso e agradável restaurante, cujo nome remonta ao período colonial brasileiro, em que Cunha figurava como um importante ponto de parada entre Paraty e Guaratinguetá – o Quebra Cangalha. Parte do roteiro da Estrada Real, a cidade no passado era rota obrigatória por onde cargas de ouro circulavam pelo sudeste do país. Suas estradas, íngremes e sinuosas, frequentemente quebravam as cangalhas das mulas que transportavam a preciosa mercadoria pela Estrada Real. Essa característica, tão intrínseca ao passado de Cunha, acabou sendo incorporada mais tarde em um projeto do casal Wilmar e Vera: um cantinho dedicado aos sabores e à arte cunhenses.

  • Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP
A cerêmica de Cunha está presente no ambiente do Quebra Cangalha de várias formas. Imagem: Janaína Calaça

A cerâmica de Cunha está presente no ambiente do Quebra Cangalha de várias formas. Imagem: Janaína Calaça

Inaugurado em 1996, o Quebra Cangalha nem sempre funcionou como restaurante. No início de sua história, o charmoso local funcionava como um pequeno empório, que procurava “valorizar os talentos e os produtos de Cunha, seja através da arte – com as primeiras exposições de jóias, quadros, luminárias em fibras naturais e a própria cerâmica -, como também através da culinária, introduzindo em seu cardápio produtos como o shitake, a truta, o cordeiro, o pinhão e a amora” (Fonte da citação: Quebra Cangalha). De empório, o local foi sendo transformado, com o tempo, em restaurante e local de exposições e eventos e permanece desta forma até hoje.

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Em nossa passagem pelo restaurante, o encontramos, durante o dia, a pleno vapor, sendo preparado para um evento importante à noite. Naquele dia, aconteceria a abertura de uma exposição de peças de um dos pioneiros do Movimento Ceramista em Cunha – Vicco Cordeiro, falecido no início dos anos 90. Juntamente a Alberto Cidraes e Mieko Ukeseki – do Ateliê Mieko e Mário -, Vicco trouxe para Cunha a tradição do trabalho em cerâmica, tornando a cidade um dos principais destinos no Brasil dedicado à arte.

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Dividido em três ambientes, o restaurante possui um bar e um living localizado logo à entrada, com sofás e poltronas para relaxar, conversar ou simplesmente tomar um drink. O salão principal abriga o restaurante, onde são servidos o almoço e o jantar. A varanda – um dos seus recantos mais agradáveis – também traz mesinhas, para quem deseja fazer suas refeições ao ar livre, tendo Cunha como cenário. Charmoso e acolhedor, o restaurante mescla sofisticação e rusticidade, agregando referências à cidade – várias peças em cerâmica ocupam as paredes, mesas e jardins do local – e referências da Provence.

  • Gastronomia
A cerêmica de Cunha está presente no ambiente do Quebra Cangalha de várias formas. Imagem: Janaína Calaça

A cerâmica de Cunha está presente no ambiente do Quebra Cangalha de várias formas. Imagem: Janaína Calaça

Seguindo a tradição de divulgar o elementos locais, além dos sabores da região, as mesas do restaurante Quebra Cangalha são ornadas com pratos de cerâmica produzidos na cidade, que são utilizados como sousplats. No menu, as preparações levam produtos como shitake, truta, cordeiro, pinhão – típicos da região – na composição.

Patês de queijos temperados com ervas finas; caponata de berinjela; torradas e pão caseiro. Imagem: Erik Pzado

Patês de queijos temperados com ervas finas; caponata de berinjela; torradas e pão caseiro. Imagem: Erik Pzado

Torradas e pão caseiro. Restaurante Quebra Cangalha, Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

Torradas e pão caseiro. Restaurante Quebra Cangalha, Cunha, SP. Imagem: Erik Pzado

  • Sugestões do que pedir:

A maioria dos pratos servidos no Quebra Cangalha são individuais e são preparados de acordo com os conceitos de Slow Food, ou seja, envolve uma preparação lenta e cuidadosa dos alimentos. Sugiro, então, pedir uma entradinha de patês de queijos temperados com ervas finas, caponata de berinjela, torradas e pão caseiro, que serve muito bem a duas ou três pessoas (R$ 18,00) – o pão caseiro e os patês valem muito a pena! Como prato principal, pedimos Filé de linguado grelhado com purê de banana da terra, ervilhas tortas e aspargos (R$ 40,00) e Risoto de mini arroz com cubos de filé e pinhão (R$ 38,00).

Patês de queijos temperados com ervas finas; caponata de berinjela; torradas e pão caseiro. Imagem: Erik Pzado

Patês de queijos temperados com ervas finas; caponata de berinjela; torradas e pão caseiro. Imagem: Erik Pzado

Filé de linguado grelahdo com purê de banana da terra, ervilhas tortas e aspargos. Imagem: Erik Pzado

Filé de linguado grelahdo com purê de banana da terra, ervilhas tortas e aspargos. Imagem: Erik Pzado

Risoto de mini arroz com cubos de filé e pinhão. Imagem: Erik Pzado

Risoto de mini arroz com cubos de filé e pinhão. Imagem: Erik Pzado

  • Eventos

Neste mês de julho, estão acontecendo no Quebra Cangalha duas exposições: a do ceramista Vicco Cordeiro e da designer e artista plástica Aline Gasparinetti (de 5 a 28 de julho). Passando pela cidade, não deixe de conferir o calendário de eventos da casa.

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

  • Outras informações

– Localização: Rua Manuel Prudente de Toledo, 540, Cunha-SP.

– Horário de Funcionamento: De quinta a domingo para almoço e jantar. E nas segundas, terças e quartas para almoço apenas (durante as férias de Julho, Dezembro, Janeiro e Fevereiro, todos os dias almoço e jantar).

– Tel.: (12) 3111-2391,  (12) 8144-0203 e (12) 9745-1902.

– Site oficial: http://www.quebracangalha.com.br/

– Aceita cartões.

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

Restaurante Quebra Cangalha – Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

  • Agradecimentos

Agradecemos o convite da AD Comunicação & Marketing e da Secretaria de Turismo de Cunha para retornar à cidade e a receptividade de Wilmar e Vera no Restaurante Quebra Cangalha.

Acompanhe o Jeguiando nas redes sociais!

Conheça nossa Fanpage!

Restaurante Quebra Cangalha - Sabores regionais e slow food em Cunha, SP. Imagem: Janaína Calaça

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

3 Comentários

  1. mimi disse:

    Fantástico em Jana. Parabéns por mais este lindo post…bj

  2. Fernanda Freire disse:

    Muito legal a matéria, dá mais vontade ainda de continuar curtindo o lugar, parabéns!


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: