Entre os dias 13 e 15 de julho, Erik, Jegueton e eu embarcamos para Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, para participar do I Encontro de Jornalistas e Blogueiros promovido pela operadora de turismo Litoral Verde Viagens, pelo Convention & Visitors Bureau de Angra dos Reis, pelo Vila Galé Eco Resort de Angra e que contou também com o apoio da operadora de turismo local Angra Way – que figura como o maior e mais tradicional receptivo da região. Durante os três dias em Angra, pudemos conhecer um pouco da linda Baía da Ilha Grande, também conhecida como Costa Verde, que reúne, no total, 365 ilhas (uma para cada dia do ano) banhadas por um mar de águas cristalinas, caracterizado pelos seus vários tons de verde (que vocês poderão apreciar neste post).


  • Da Estação Santa Luzia para o alto mar
Estação Santa Luzia, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Estação Santa Luzia, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Saindo da Estação Santa Luzia rumo ao mar. Imagem: Erik Pzado

Saindo da Estação Santa Luzia rumo ao mar. Imagem: Erik Pzado

Depois de um city tour por Angra dos Reis, de que falamos no post passado, nosso grupo caminhou em direção à Estação Santa Luzia, para pegar as embarcações que nos levariam a um passeio por algumas ilhas que compõem a Baía de Ilha Grande (365 ao todo). Da estação, os visitantes encontram vários tipos de embarcações, de preços e tamanhos variados (barcos, lanchas, escunas etc.). Nosso grupo, dividido em dois, tomou então lugar em duas lanchas, que nos levariam para o alto mar. Das embarcações, então, vimos Angra se distanciar aos poucos, enquanto ganhávamos velocidade.

Rumo ao alto mar. Imagem: Erik Pzado

Rumo ao alto mar. Imagem: Erik Pzado

Angra vista do mar. Imagem: Erik Pzado

Angra vista do mar. Imagem: Erik Pzado

  • Ilha do Maia

Definitivamente, conhecer 365 ilhas em um dia apenas é impossível, mas conseguimos avistar muitas delas e fazer duas paradas para banho. Para quem não sabe, a Baía de Ilha Grande reúne ilhas e praias de vários perfis (de praias paradisíacas e tranquilas àquelas ideais para práticas de esportes como o surf). O local também é conhecido por atrair a atenção de celebridades – não é à toa que é lá onde fica a Ilha de Caras e onde figuras famosas como o cirurgião Ivo Pitanguy possuem residências (Pitanguy hoje habita a Ilha dos Porcos). Bom, começamos então o nosso passeio (saindo da Estação Santa Luzia) pela Ilha do Maia, localizada a 10 minutos do centro de Angra. A pequena ilha abriga em suas terras a Igrejinha do Bonfim e um pequeno forte.

Igrejinha do Bonfim. Ilha do Maia. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Igrejinha do Bonfim. Ilha do Maia. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Igrejinha do Bonfim. Ilha do Maia. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

  • Ilhas Botinas

Em nosso passeio pela Baía de Ilha Grande, os dois pontos altos da experiência, sem dúvidas, foram os banhos de mar: um em alto mar (inesquecível e emocionante), ao lado das Ilhas Botinas e o outro na Praia do Dentista, na Ilha da Gipoia.

Rumo às ilhas de Angra dos Reis. Imagem: Erik Pzado

Rumo às ilhas de Angra dos Reis. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas. Angrad dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas. Angrad dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Localizada a apenas 15 minutos do Cais e da Estação de Santa Luzia, as Ilhas Botinas (“Ilhas irmãs” ou “Ilhas Gêmeas”) são famosas pela cristalinidade de suas águas e pela grande visibilidade que proporciona aos visitantes – muitos aproveitam uma parada por lá para fazer snorkeling ou partir para o mergulho. Quase todos os passeios, inclusive, fazem uma parada neste local justamente pelas águas terem o degradê de verdes característico de Angra.

Ilhas Botinas, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas. Angrad dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Ilhas Botinas. Angrad dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Jana e Erik nas Ilhas Botinas, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Jana e Erik nas Ilhas Botinas, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Depois de ancoradas as lanchas, era hora de cair no mar, entre os cardumes de peixes que se achegavam sem parar ao lado das embarcações. Apesar da fama das águas da região sudeste serem extremamente frias, estávamos em alto mar dispostos a dar um mergulho, afinal não é todo dia que se tem a oportunidade de entrar em águas tão cristalinas e cheias de vida. Aos poucos, o medo foi passando e todos resolveram cair no mar de Angra (com seus macarrões, para maior conforto!).

Peixes e águas cristalinas. Imagem: Erik Pzado

Peixes e águas cristalinas. Imagem: Erik Pzado

Em alto mar. Imagem: Jeguiando

Em alto mar. Imagem: Jeguiando

Em alto mar. Imagem: Jeguiando

Em alto mar. Imagem: Jeguiando

Mesmo no inverno, a temperatura da água ao lado das Ilhas Botinas é totalmente suportável. Não é fria de “bater os queixos”; é fresca! Depois de entrar na água, você simplesmente não vai querer sair, assim como nós, que passamos um bom tempo aproveitando a delícia de estar em alto mar e ver, nitidamente, os vários peixes que habitam a região passar por nós, bem ao alcance dos olhos e das mãos. O mar de Angra me arrebatou, com seus verdes que dançam a todo tempo, um ao lado do outro.

Em alto mar. Imagem: Jeguiando

Em alto mar. Imagem: Jeguiando

Em alto mar. Imagem: Erik Pzado

Em alto mar. Imagem: Erik Pzado

Embarcações ancoradas. Imagem: Erik Pzado

Embarcações ancoradas. Imagem: Erik Pzado

  • Ilha da Gipoia

Depois das Ilhas Botinas, rumamos para a Ilha da Gipoia, localizada a 35 minutos do Cais e da Estação de Santa Luzia. A Ilha da Gipoia é considerada a segunda maior de Angra (depois de Ilha Grande) e possui praias de diversos perfis (algumas ideais para a prática do mergulho e do surf, outras mais desertas, para quem busca privacidade, e algumas mais frequentadas e estruturadas (com bares e restaurantes à disposição).

Igreja de Nossa Senhora da Piedade. Ilha da Gipóia, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Dando continuiIgreja de Nossa Senhora da Piedade. Ilha da Gipoia, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Igreja de Nossa Senhora da Piedade. Ilha da Gipóia, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Igreja de Nossa Senhora da Piedade. Ilha da Gipoia, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

As praias mais conhecidas e habitadas da Ilha da Gipoia são a praia da Armação, da Fazenda, da Jurubaíba e das Flechas (a mais frequentada por turistas e famosos). A ilha também abriga a Igreja de Nossa Senhora da Piedade, muito visitada por quem passeia pela região. Em Gipoia, você certamente conseguirá visualizar, assim como em Botinas, os tons de verde que construíram a fama de Angra dos Reis.

Igreja de Nossa Senhora da Piedade, Ilha da Gipóia. Imagem: Erik Pzado

Igreja de Nossa Senhora da Piedade, Ilha da Gipoia. Imagem: Erik Pzado

  • Parada na Praia do Dentista
Praia do Dentista. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Praia do Dentista. Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Praticando paddle. Praia do Dentista, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Praticando paddle. Praia do Dentista, Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Tchi-bum. Imagem: Erik Pzado

Tchi-bum. Imagem: Erik Pzado

Ainda na Ilha da Gipoia, fizemos a nossa segunda parada para banho, não mais em alto mar, mas sim em uma praia – a Praia do Dentista. Ao chegarmos próximo à faixa de areia, notamos uma grande concentração de embarcações – muita gente escolhe a praia para dar um mergulho, praticar esportes como o paddle ou simplesmente para ancorar e aproveitar a paisagem. Havia desde barcos alugados a particulares e também os conhecidos barcos-restaurantes, que prestam suporte vendendo desde bebidas a refeições (peixes, frutos do mar e petiscos).

Várias embarcações ancoram na Praia do Dentista. Imagem: Erik Pzado

Várias embarcações ancoram na Praia do Dentista. Imagem: Erik Pzado

Barcos fazem as vezes de restaurantes. Imagem: Erik Pzado

Barcos fazem as vezes de restaurantes. Imagem: Erik Pzado

Barcos fazem as vezes de restaurantes. Imagem: Erik Pzado

Barcos fazem as vezes de restaurantes. Imagem: Erik Pzado

A Praia do Dentista é composta por uma pequena faixa de areia e marcada pela forte presença de uma vegetação densa ao fundo. Suas águas, assim como da Ilha das Botinas, são transparentes e cristalinas, marcadas pelo verde espetacular característico de Angra dos Reis (ou seja, vale uma parada!). Fique atento apenas à depressão próxima à praia. Em vez de ganhar profundidade aos pouquinhos, do raso chegamos a águas mais fundas rapidamente.

  • De volta à cidade
De volta a Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

De volta a Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Rumo às ilhas de Angra dos Reis. Imagem: Erik Pzado

De volta a Angra dos Reis. Imagem: Erik Pzado

No meio da tarde, iniciamos nosso retorno a Angra dos Reis, depois de duas deliciosas paradas para banho e de um passeio por algumas ilhas que compõem a Baía de Ilha Grande. Desta vez, não retornamos à Estação Santa Luzia, mas seguimos direto rumo ao Vila Galé Eco Resort de Angra, que possui ligação direta com o mar através de sua praia e onde ficamos hospedados. Em nosso retorno, diante de nós, apenas o mar, o contorno das ilhas e dos morros e a certeza de que experiências como esta não se perdem na memória e de que o Brasil tem muito ainda a ser visto em termos de belezas naturais. 😉

Os verdes do mar e de nossa bandeira. Imagem: Janaína Calaça

Os verdes do mar e de nossa bandeira. Imagem: Janaína Calaça

A beleza das águas e das ilhas de Angra dos Reis. Imagem: Erik Pzado

A beleza das águas e das ilhas de Angra dos Reis. Imagem: Erik Pzado

  • Dicas para o seu passeio

– Leve protetor solar (você passará muito tempo exposto em alto mar);

– Se tiver snorkel, leve para o passeio (facilitará a visualização dos peixes);

– Ao descer em alto mar, leve um macarrão (te deixará mais confortável para boiar);

– Leve um casaquinho e toalha de banho (durante o percurso, com a velocidade da embarcação, pode fazer um pouco de frio);

– Cuidado com câmeras e filmadoras dentro do barco (se não forem à prova d´água ou não estiverem acondicionadas em caixas estanque, você corre o risco de danificar o equipamento em um dos solavancos provocados por ondas).

De volta a Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

De volta a Angra dos Reis, RJ. Imagem: Erik Pzado

Retornando ao Vilga Galé Eco Resort. Imagem: Erik Pzado

Retornando ao Vilga Galé Eco Resort. Imagem: Erik Pzado

  • Outras informações e agradecimentos:

– Onde ficamos hospedados: Vila Galé Eco Resort de Angra

– Operadora de Turismo e Receptivo: Litoral Verde Viagens e Angra Way

– Apoio: Convention & Visitors Bureau de Angra dos Reis

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

5 Comentários

  1. Ludmy disse:

    Eu fiz um dos passeios por Angra e fiquei maravilhada. Ótimo post, Jana! um beijo!

  2. creusa disse:

    eu gostei muito de angra porque e uma cidade maravilhosa eu me diverti muito!ADOREI!!!

  3. Alessandra disse:

    Oi!Gostaria de obter algumas informações! Vcs chegaram a ir em praias de Ilha Grande? A dúvida é: ficamos em Angra ou Ilha Grande? Desde já agradeço!

    • Erik PZado disse:

      Oi Alessandra, tudo bom? Depende muito do que você está afins :D. Explico:
      Angra tem toda uma parte histórica e infraestrutura de cidade. Bancos, botecos, restaurantes, igrejas, mirantes e afins. É de fato uma cidade. Quando falamos de Ilha Grande, tudo depende de onde ficará. Lá há ótimos hotéis e pousadas mas sem dúvidas há muito menos infraestrutura, logo o contato com a natureza será sem dúvidas o ponto alto. Há a possibilidade de realizar trilhas, passeios de barco explorando as outras faces da Ilha. O lugar mais “cobiçado” fica entre Enseada do Abraão e Araçatiba. Há muitos anos (quando mergulhava), optava sempre pela Pousada dos Pássaros ou Refúgio do Capitão.


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: