Viajar para Minas Gerais envolve motivações diversas: sua gastronomia, seu rico artesanato, sua arte em pedra-sabão e madeira, seus móveis de demolição e, sobretudo, sua memória histórica. Caminhar por algumas cidades mineiras, sobretudo as que abrigam, ao longo de suas ruas, antigos casarões coloniais e igrejas, que datam, grande parte delas, do século XVIII, nos traz a sensação de voltar no tempo. Nossa motivação foi a experiência táctil da história. Imaginar quantas gerações caminharam pelas ruas que caminhamos, quantas mudanças o tempo trouxe, é fascinante. Foi em busca deste fascínio pela memória, que resolvemos pegar estrada rumo à Fazenda do Pombal, onde Joaquim José da Silva Xavier – o Tiradentes – nasceu.

  • Fazenda do Pombal – As terras onde Tiradentes nasceu, Ritápolis, Minas Gerais
A caminho da Fazenda do Pombal, margeando o Rio das Mortes. Ritápolis, MG. Imagem: Janaína Calaça

A caminho da Fazenda do Pombal, margeando o Rio das Mortes. Ritápolis, MG. Imagem: Janaína Calaça

Rio das Mortes. Imagem: Erik Pzado

Placa em homenagem ao bicentenário da morte de Tiradentes. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Janaína Calaça

,

Saímos da Pousada do Ó, em Tiradentes, logo cedo rumo a Ritápolis, município mineiro localizado a poucos quilômetros de São João Del Rei. Pegamos então a BR-494 sentido Ritápolis, percorremos por volta de 5km na estrada e depois pegamos uma estrada de terra, que, depois de 4 km, nos levou à Fazenda do Pombal. Durante grande parte do trajeto, margeamos o Rio das Mortes – um rio que passa/ corta alguns munícipios mineiros. Ao longo do percurso, pequenos sítios e casas de ribeirinhos são avistados, o que mantém viva a rota para a terra onde Tiradentes viveu durante alguns anos.

Agora é tarde? Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Um pouco tarde demais… Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ponte sobre o Rio das Mortes. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ponte sobre o Rio das Mortes. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Erik querendo levar um caldo no Rio das Mortes. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Janaína Calaça

Erik querendo levar um caldo no Rio das Mortes. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Janaína Calaça

A Fazenda do Pombal – considerada hoje patrimônio histórico nacional – está aberta à visitação de segunda à sexta e não é preciso pagar nenhuma taxa para conhecer a propriedade. O local pertenceu à família de Tiradentes, que nasceu naquelas terras em 1746. Apesar de ter vivido poucos anos na fazenda (Tiradentes viveu grande parte de sua vida na região que hoje faz parte de Ouro Preto), o principal símbolo da Inconfidência Mineira – que lutava pela independência do Brasil em relação a Portugal – tem na fazenda um pequeno memorial. Várias placas foram afixadas em um totem de pedras em sua homenagem, principalmente as que lembram o bicentenário de sua morte – ele foi executado em 21 de abril de 1792 e partes do seu corpo foram expostas na estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais.

Resgatei o "hômi" da ponte cai-num-cai. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Resgatei o “hômi” da ponte cai-num-cai. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ruínas da casa onde Tiradentes nasceu. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ruínas da casa onde Tiradentes nasceu. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ruínas da casa onde Tiradentes nasceu. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ruínas da casa onde Tiradentes nasceu. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Na Fazenda do Pombal, você encontrará também as ruínas da antiga casa onde Tiradentes viveu seus primeiros anos. Dela, só restaram grandes e grossas paredes de pedra e nada mais, que resistem, no entanto, há mais de 200 anos de história e erosão. Lá, você só ouvirá o canto dos pássaros, principalmente das maritacas, o som das águas do Rio das Mortes, que passa pela propriedade, e, certamente, as vozes da história, aquelas dos grandes livros, que certamente um dia você leu e que, muito provavelmente, te fará imaginar como tudo aconteceu, como todos viviam e o que tornou o cotidiano de uns nas ruínas que vemos hoje.

E a história resiste ao tempo. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

E a história resiste ao tempo. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

O passado ficando para trás. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

O passado ficando para trás. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

  • Outras informações:

– Localização: BR-494 (Tomar a estrada para Ritápolis, andar 5 quilômetros, entrar à direita em estrada não pavimentada e andar mais 4 quilômetros).

– Telefone: (32) 3356-1264

– Horário de Funcionamento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 16h.

– Agradecimentos: A Alan, da Pousada do Ó, por nos receber nesta viagem.

Ruínas da casa onde Tiradentes viveu. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Ruínas da casa onde Tiradentes viveu. Fazenda do Pombal, Ritápolis, MG. Imagem: Erik Pzado

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

Conheça nossa Fanpage!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

3 Comentários

  1. […] jesuítico, construída por volta de 1717) e, por fim, Ritápolis (lá você poderá visitar a Fazenda do Pombal, local onde Tiradentes nasceu e almoçar no restaurante Saliya, que oferece bons pratos árabes, […]

  2. Márcia Rosana Borges disse:

    Saudações

    Sou vice-diretora da Escola Estadual Cônego Osvaldo Lustosa e estou desenvolvendo um projeto de não violência nesta escola e como recompensa planejamos uma visita guiada nesta maravilhosa Fazenda do Pombal, gostaria de contar com o seu apoio para culminar no fechamento deste projeto mencionado. A data do passeio seria 15 de julho na parte da tarde, para 50 alunos do ensino fundamental.
    Sem mais , agradeço antecipadamente.
    Márcia Rosana Borges – vice diretora da EECOL

  3. Marcos Maurício Mendes Lima disse:

    ORIGEM DO TIRADENTES:Domingos Xavier Fernandes,nasceu e foi batizado em São Tiago da Cruz(Portugal),filho de Domingos Rodrigues e Catarina Fernandes.Caasou-se na Vila de São José(MG),a 21 de Outubro de 1716,com Maria de Oliveira Colaço. Tiveram os seguintes filhos:Antônia da Encarnação Xavier,Maria da Conceição Xavier,Rita de Jesus Xavier,Catarina de Assumção Xavier e Josefa Maria da Conceição Xavier.Em 1738,Antônia da Encarnação Xavier,batizada em 12 de Junho de 1721,casou-se com Domingos da Silva dos Santos,natural de Codeçoso(Portugal),este filho de André da Silva e Mariana da Mata.Tiveram os eguintes filhos:Padre Domingos da Silva Xavier,Maria Vitória de Jesus Xavier,Padre Antônio da Silva dos Santos,Capitão José da Silva dos Santos,Eufrasia Maria de Assunção,Antônia Rita de Jesus e Alferes:Joaquim José da Silva Xavier,o Tiradentes).Nesta mesma região morou o português Pedro Rodrigues Arvellos(que requereu sesmaria em 1746),sendo este meu antepassado do lado paterno. Foi pedro Rodrigues de Arvellos,mandou construir na sua “Fazenda da Glória”,uma capela em devoção a Nossa Sra.da Glória.Em 1765,esteve envolvido como delatante,no Processo Inquisitorial”,contra o exorcista Padre Francisco Lopes(o primeiro exorcista no Brasil)e Rosa Maria Egipcíaca da Vera Cruz(a primeira mulher de “cor” no Brasil,a escrever um livro(Sagrada Teologia do Amor Divino das Almas Peregrinas).Pedro,também foi um dos proprietários da Fazenda das Éguas,em Ritápolis.Os Arvellos se entrocaram com Os Ribeiro das Silva de:São Gonçalo do Brumado.Meu tataravô chamava-se:Teodoro José de Arvellos,foi proprietário da Fazenda do Retiro e,pai de Miguel Teodoro Ribeiro,casado com Gabriela Maria de São José(este casal faleceu no mesmo dia).Eram pais de minha avó Delfina Maria de Lima(casada com José Domiciano Ribeiro),esta,mãe de meu pai José Desidério de Lima(1926/1984). Fonte de consulta:”Velhos Troncos Mineiros”(Cônego Raymundo Trindade-1955).


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: