Jardim Botânico, Curitiba – Paraná


Caros jeguiantes, a primeira vez que estive em Curitiba, no Paraná, foi em 2008 e, desde então, pensava em arrumar a mochila e me mandar para lá novamente. Gosto da cidade, até mesmo das suas variações climáticas loucas, que conseguem bater as de São Paulo. Infelizmente, por questões múltiplas, não conseguimos aproveitar o feriadão como deveria. Perdemos muito tempo na estrada (Régis Bittencourt), devido a obras na Serra do Cafezal e ao fluxo intenso de caminhões, que deixou o trânsito lento. Fora as zicas, conseguimos visitar alguns cantinhos que o Erik não conhecia, bater papo e aproveitar para descansar um pouco da correria também. Quem está se programando para uma viagem ao destino já pode começar a montar seu roteirinho através da compilação de posts sobre Curitiba do Jeguiando. Confira! 😀

  • Jardim Botânico – Curitiba, Paraná
Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Curitiba é conhecida pela quantidade de parques e espaços verdes espalhados ao longo da cidade, ideais para reunir a família ou amigos para caminhadas, piqueniques ou simplesmente para arrumar um tapete, toalha ou o que seja no chão, deitar debaixo de uma árvore e deixar o tempo passar. O Jardim Botânico, no entanto, não é apenas um parque, mas também um espaço destinado à pesquisa botânica e dedicado também à educação ambiental, por isso indico o passeio não só por ser um dos cartões postais da cidade, mas, sobretudo, pela multiplicidade de atividades que acontecem por lá.

Jana Calaça, Jegueton e Erik Pzado. Trupe em Curitiba. Imagem: Erik Pzado

Jana Calaça, Jegueton e Erik Pzado. Trupe em Curitiba. Imagem: Erik Pzado

  • Estufas do Jardim Botânico
Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jegueton e Erik no Jardim Botânico. Imagem: Janaína Calaça

Jegueton e Erik no Jardim Botânico. Imagem: Janaína Calaça

O Jardim Botânico de Curitiba conta com duas estufas: a principal, com estrutura de ferro e vidro, que encontra-se aberta à visitação e outra dedicada exclusivamente à pesquisa botânica, fechada ao público. A estufa principal, além da beleza de sua estrutura, que atrai não somente a atenção de turistas, mas também de profissionais de fotografia, reúne em seu interior exemplares da Floresta Atlântica.

Estufa. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Janaína Calaça

Estufa. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Janaína Calaça

Uma dica para as mulheres que forem visitar a estufa do Jardim Botânico: assim como a Ópera de Arame, a passarela do mezanino é toda feita com uma espécie de barrinhas de ferro, para que a luz e o calor atravessem o mezanino e atinjam as plantas do piso inferior, ou seja, a passarela é vazada, logo… Evitem saltos (para não ficarem presas, obviamente!) e evitem o uso de saias e vestidos, para que você depois não figure no álbum de algumas pessoas como parte dos atrativos do lugar! 😀 #ficaadica

De dentro para fora. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

De dentro para fora. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

  • Jardim em estilo francês
Jegueton e Erik no Jardim Botânico. Imagem: Erik Pzado

Jegueton e Erik no Jardim Botânico. Imagem: Erik Pzado

Jardim em estilo francês. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim em estilo francês. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Outro atrativo do Jardim Botânico de Curitiba é, sem dúvidas, o amplo jardim em estilo francês que, na primavera, floresce que é uma beleza! Infelizmente, entre o outono e o inverno, as flores estão secas e não dá para se ter a imagem real do lugar. Mesmo assim, as poucas flores que ainda restavam neste jardim de simetrias ainda fez a nossa festa e alegria! Jegueton, por exemplo, tirou várias fotos pulando entre flores amarelas! 😀

Jardim em estilo francês. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim em estilo francês. Jardim Botânico, Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Reflexos. Imagem: Erik Pzado

Reflexos. Imagem: Erik Pzado

Reflexos. Imagem: Erik Pzado

Reflexos. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico. Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico. Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico. Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico. Curitiba, PR. Imagem: Erik Pzado

Entre conchas e caracóis. Imagem: Erik Pzado

Entre conchas e caracóis. Imagem: Erik Pzado

  • Jardim das Sensações
Jardim das Sensações. Imagem: Erik Pzado

Jardim das Sensações. Imagem: Erik Pzado

Depois de passear pelo jardim em estilo francês, de visitar a estufa, naturalmente alcançamos o Jardim das Sensações, que, como o nome mesmo diz, é um espaço criado para oferecer ao visitante várias experiências que envolvam os sentidos. O percurso não é longo, mas há várias plantas dispostas ao longo do trajeto para que o visitante possa tocar, cheirar, observar o formato etc. Toda essa experiência é ainda pontuada pelo barulho gostoso de uma pequena fonte, que traz aquela sensação de paz e tranquilidade, que todos, invariavelmente, buscam num lugar como esse. 🙂

Jardim das Sensações. Imagem: Erik Pzado

Jardim das Sensações. Imagem: Erik Pzado

  • Museu Botânico Municipal e Salão de Exposições
Museu Botânico Municipal. Imagem: Erik Pzado

Jardim Botânico, Curitiba, Paraná. Imagem: Erik Pzado

Dando continuidade ao nosso passeio, finalmente alcançamos o Museu Botânico Municipal, que foi incorporado ao Jardim Botânico em 1992. Lá, crianças e adultos têm acesso a exposições sobre botânica, sobre a flora e a fauna brasileira etc. É um espaço educativo e a entrada é gratuita.

Maquete do Jardim Botânico. Imagem: Erik Pzado

Maquete do Jardim Botânico. Imagem: Erik Pzado

Pinhão. Imagem: Erik Pzado

Pinhão. Imagem: Erik Pzado

  • Acessibilidade para deficientes físicos
Tarde no Jardim Botânico. Imagem: Erik Pzado

Tarde no Jardim Botânico. Imagem: Erik Pzado

Um dos pontos positivos do Jardim Botânico é a sua acessibilidade para deficientes físicos, principalmente cadeirantes. Toda a área do parque é rodeada por caminhos asfaltados e o asfalto está cuidadosamente homogeneizado, ou seja, sem buracos, sem lombadas, o que permite o acesso de cadeirantes. Infelizmente, vivemos em uma realidade em que a inclusão de deficientes físicos no cotidiano, nas atividades, ainda caminha a passos lentos, por isso que o Jardim Botânico merece a menção pelo respeito e cuidado. Obviamente que este não deveria ser um aspecto a ser ressaltado como um diferencial, porque a obrigação de todos os espaços é se adaptar a essa realidade e não negá-la, restringindo a vida de quem possui alguma limitação física. Ponto para o Jardim Botânico e que outros espaços sigam seu exemplo! 😀

Acessibilidade para cadeirantes. Imagem: Erik Pzado

Acessibilidade para cadeirantes. Imagem: Erik Pzado

  • Outras informações

Horários de funcionamento:

– Jardim Botânico: Das 6 às 20h e até às 21 h no horário de verão (Todos os dias).

– Jardim das Sensações: Das 9 às 17h (Fechado na segunda).

– Museu Botânico Municipal: 8 às 12 h e das 13 às 17 h (Segunda à sexta).

– Salão de Exposições: Das 8:30 às 12 h e das 13 às 17 h (Segunda à sexta) e 9 às 18 h (Sábados, Domingos e feriados).

Entrada: Gratuita.

Tel: (41) 3264-6994.

Endereço: Rua Engº Ostoja Roguski, s/n – Jardim Botânico.

Como chegar lá de um jeito barato? Linha turismo.

Jegueton no meio das florzinhas! Imagem: Erik Pzado

Jegueton no meio das florzinhas! Imagem: Erik Pzado

Siga-nos no Twitter!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

9 Comentários

  1. Queridos,
    estamos indo para lá em junho e com certeza o Jardim Botânico estará incluído no roteiro!

    Um beijo pra vocês!

    • Deise, tente pegar a linha turismo caso vcs n viajem de carro. As jardineiras passam pelos pontos turísticos e vc tem direito a 4 paradas. N precisa se preocupar em ficar presa a grupos, pq de meia em meia hora os ônibus passam no ponto. 🙂

      Beijão,

      Jana.

  2. eliane disse:

    Louca pra ir pra Curitiba! Depois desse post com essas fotos, então!

    Bjs pra família!
    Eliane

  3. Gente, que cidade linda. Ótimo post Jana, as fotos do Érik estão nota dez! Abração procês.

  4. Márcio Melo disse:

    Lugar lindo! E belas fotos também!

  5. Márcio Melo disse:

    Lugar lindo! E ótimas fotos também!

  6. Patrícia disse:

    Como vcs já sabem, por isso e muito mais que eu e meu amor escolhemos sair de São Paulo para viver em Curitiba. Amo essa terra!

    Quando voltarem, avisem para combinarmos um encontro. Espero que não demorem para retornar!

    Bjs.
    Pati


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: