Bonito, MS (Parte XII) – Dicas de viagem


Caros jeguiantes, nossa série de posts sobre Bonito (Mato Grosso do Sul) está chegando ao fim. Publicamos um relato detalhado de nossa viagem para o destino a  convite do Bonito Web, portal especializado em três grandes passeios oferecidos pela cidade (Rio da Prata; Estância Mimosa e Lagoa Misteriosa); a agência de viagens Ygarapé Tour e o COMTUR, que juntos foram nossos anfitriões nesta visita. Entre as experiências que vivenciamos nestes dias lúdicos, conhecemos o Balneário Municipal; fizemos um rafting leve no Bote no Rio Formoso e a deliciosa Flutuação no Rio da Prata; visitamos o Buraco das Araras e o Projeto Jiboia; participamos do Festival da Guavira; nadamos ao redor das lindas cachoeiras da Estância Mimosa e presenciamos a beleza bruta das formações rochosas e das águas da Gruta do Lago Azul. Além de partilhar esta vivência através de relatos e de muitas fotos, decidimos reunir algumas dicas de viagem para quem esteja planejando acrescentar a cidade à sua lista de destinos. É importante sempre ter em mente que cada cidade tem uma dinâmica própria e é importante também sempre estar preparado, reunir o maior número de informações para não ter surpresas depois, cometer gafes ou estourar o orçamento.

DICAS  E PREPARATIVOS DE VIAGEM PARA BONITO (MATO GROSSO DO SUL)

  • Transporte

– Como chegar em Bonito? Voos diretos ou voo + transporte terrestre?

Voos diretos ou voos + transporte terrestre. Formas de chegar em Bonito.

Voos diretos ou voos + transporte terrestre. Formas de chegar em Bonito.

Há duas formas de se chegar a Bonito: através de voo direto, operado hoje pela TRIP, por exemplo, ou através de um voo até Campo Grande + transporte terrestre, que pode ser ônibus, um transfer contratado pela agência a ser incluído no pacote ou um carro alugado, que acaba por ser uma boa opção, talvez até a mais econômica se tratando de Bonito. O viajante precisa pesquisar se da cidade de onde partirá há voos diretos para o destino ou se a única opção disponível realmente é o combo voo + estrada.

– Transporte para passeios

Opção de transporte em Bonito: carros alugados, moto táxis ou vans.

Opção de transporte em Bonito: carros alugados, moto táxis ou vans.

É importante saber que um dos pontos que acabam encarecendo os passeios em Bonito é o transporte. O jeito é saber jogar com as opções para tentar economizar ao máximo. A cidade conta com serviços de moto-táxis (para deslocamentos mais curtos), vans, táxis e você ainda pode alugar um carro, que talvez seja ainda a opção que dê mais comodidade e independência ao visitante. Há dois esquemas de vans em Bonito: as compartilhadas e as convencionais. Segundo Carina Freitas, do portal Bonito Web, as vans compartilhadas têm horário e dia fixos para determinados passeios. “As agências que querem, por exemplo, mandar grupos para o Rio da Prata, ligam e reservam um horário deste transporte.  O dono da van  pega a lista de pessoas daquele dia e confirma com as agências informações como: onde deve pegar o passageiro e para onde levá-lo (aguardando sempre o turista ao final dos passeios)”.  Neste caso, o preço é fixo por pessoa, sendo um ou mais turistas. As agências oferecem a inclusão destes serviços nos pacotes. As vans convencionais, que podem também ser contactadas pelas agências, são acionadas quando não há mais vagas nas compartilhadas. Neste caso, há um preço para cobrir o trajeto, que pode ser dividido entre as pessoas. Quanto mais pessoas forem reunidas, mais baixo ficará o preço por cabeça.

  • Passeios. Como funcionam em Bonito?

– Quem organiza?

Recomendamos a Agência de viagens Ygarapé Tour. Imagem: Erik Pzado.
Recomendamos a Agência de viagens Ygarapé Tour. Imagem: Erik Pzado.

Para ter acesso aos passeios em Bonito, é necessário procurar uma agência de viagens local (recomendo a  Ygarapé Tour, com 18 anos de experiência e uma das pioneiras no mercado de turismo da cidade) ou através de operadoras de viagem. Diferente de outras cidades, em que o visitante pode ir diretamente às sedes dos passeios e adquirir a entrada no próprio local, em Bonito é necessária a intermediação desses espaços. A razão é muito simples: o acesso aos destinos turísticos da cidade e de suas imediações é controlado. Há um limite diário de pessoas em cada passeio. Tudo é previamente planejado.

– Voucher único, seu passaporte para os passeios

O voucher único foi um projeto criado para otimizar o acesso e o controle dos turistas por passeio. Como em Bonito cada passeio conta com um número limitado de visitantes por dia (para coibir o impacto humano em relação à natureza e permitir que, em grupos pequenos, as pessoas possam ter experiências mais proveitosas), a solução foi implantada. Como se trata de um sistema unificado, todas as agências de turismo locais e operadoras têm acesso à quantidade exata de vagas que há disponíveis para cada passeio diariamente, ou seja, se um número x de vagas forem preenchidas para o dia y, não haverá mais possibilidade de fazer mais reservas para aquele dia. É preciso saber que o documento só é adquirido através das agências de viagens locais, como a Ygarapé Tour, por exemplo, que emitiu o nosso voucher, ou através de operadoras de viagem. Não adianta chegar à sede do passeio e tentar comprar a entrada. O acesso só se dá através do voucher único e da marcação antecipada  do passeio.

– Guia Turístico em Bonito, presença obrigatória na maioria dos passeios

Cris, nossa guia em Bonito. Imagem: Erik Pzado.
Cris, nossa guia em Bonito. Imagem: Erik Pzado.

Como disse no início do post, cada cidade tem sua dinâmica e é preciso entendê-la. Em vários destinos, conhecer os atrativos turísticos não exige a contratação dos serviços de um guia turístico. Não é o caso de Bonito. Exceto nos balneários, como no caso do Balneário Municipal, a maioria dos passeios na cidade exige a presença deste profissional. A razão é muito simples: grande parte dos passeios envolve trilhas, flutuações, mergulho etc. Por mais que você tenha alma de Crocodilo Dundee ou de Indiana Jones, não vão deixar você se embrenhar no mato sozinho ou nadar em um rio sem saber onde ele vai dar. A presença do guia é importantíssima não só para a realização dos passeios (com segurança, controle e suporte!), mas também pelo fato da atividade gerar renda para a comunidade. Muitos bonitenses dedicam-se à profissão, como minha querida Cris (ver foto acima). Portanto, compreendam a presença dos guias nos passeios, respeitem estes profissionais, não os destratem, não questionem seu trabalho. Eles são necessários e importantes para a cidade. Seus serviços já estão inclusos nos pacotes dos passeios oferecidos pelas agências de viagem!

  • O que levar na mala?

– Roupas e calçados

Sapatos confortáveis e antiderrapantes são necessários nos passeios em Bonito.
Sapatos confortáveis e antiderrapantes são necessários nos passeios em Bonito.

Faz calor em Bonito! Faz muito calor em Bonito! Mas é gostoso demais! Se você é adepto de roupas escuras, é gótico, fez promessa para Santa Rita de Cássia, é melhor rever seus conceitos rapidinho para não torrar na cidade! Sugiro levar na mochila ou na mala muitas roupas leves, de cores claras e de preferência sem manga para evitar o desconforto. Na minha malinha miúda, abusei das camisetinhas, shorts, bermudinhas, saias e vestidos leves para sair à noite. Para os pés, não podem faltar tênis confortáveis para as trilhas, papetes ou sandálias antiderrapantes. Para as mulheres que adoram um salto alto… Bom, só se for para dar uma volta na praça e olhe lá!

– Repelente de mosquitos

Usar repelentes de mosquitos em Bonito: uma necessidade.
Usar repelentes de mosquitos em Bonito: uma necessidade.

É necessário? Muito! Experimente fazer uma trilha, no meio do mato, com as pernas e braços de fora! Quer ficar mais cheio de bolinhas vermelhas que a saia de uma jovem da década de 50? Então esqueça o repelente em casa! Fique apenas atento a determinados passeios, como a Flutuação no Rio da Prata, em que o uso do produto é proibido para evitar a contaminação das águas.

– Protetor solar

Apesar de eu gostar de um camarãozinho, de pimentão e afins, não preciso ganhar o mesmo tom dos mesmos! Portanto, meus caros, protetor solar é uso obrigatório em Bonito! Evitar câncer de pele nunca é demais! Da mesma forma que o repelente de mosquitos, fique apenas atento às restrições de alguns passeios para o uso.

– Toalhas de banho

Leve na mala uma toalha de banho limpa para alguns passeios. Depois de flutuações, de mergulho, de banhos de cachoeira, é preciso usar a toalha e trocar de roupa para pegar o transporte de volta à cidade.

– Câmeras fotográficas

Câmeras subaquáticas podem ser alugadas nas agências da cidade e em alguns hotéis e pousadas.
Câmeras subaquáticas podem ser alugadas nas agências da cidade e em alguns hotéis e pousadas.

Destinos que envolvem água pedem câmeras subaquáticas! Mas não se desespere! Não é necessário comprar o equipamento apenas para a viagem. O turista conta com várias opções para fazer suas fotos debaixo d’água. Para quem não quer gastar muito, as opções são: câmeras subaquáticas descartáveis (à venda em lojas que trabalham com revelação), como as câmeras da Fuji e da Kodak, ou alugar câmeras subaquáticas digitais nas agências de viagem, hotéis e pousadas da cidade. Estas câmeras são soluções interessantes e o custo vale a pena. Se levarmos em conta que uma câmera descartável custa uns R$ 36,00 e ainda há o custo de revelação, que chega a uns R$ 20,00, alugar uma câmera digital subaquática pode sair mais em conta, pois os valores giram em torno de R$ 35,00 a R$ 50,00, você terá como fazer mais fotos e ainda, em alguns casos, filmar debaixo d’água. Fique atento apenas para o fato de que é preciso reservar o equipamento um dia antes. A procura é grande! Para os que possuem um bom equipamento, como câmeras DSLR, e querem e podem gastar mais um pouco para ter fotos de melhor qualidade, as opções no mercado ficam por conta das caixas estanques e as bags, utilizadas para proteger as câmeras da água. Acho válido optar por levar uma câmera subaquática em mãos como opção nos passeios, porque, devido às variações climáticas, você pode pegar uma chuva daquelas e afogar o seu equipamento. Logo, é bom sempre se prevenir!

  • Informações adicionais

– Mudanças climáticas, um fator a ser levado sempre em conta

Mudanças climáticas podem interferir nos passeios
Mudanças climáticas podem interferir nos passeios

Tratando-se de um destino de ecoturismo, é necessário ter em mente que muitos passeios dependem das condições climáticas. Em dias de muita chuva, por exemplo, alguns passeios podem ser suspensos para não comprometer a segurança dos turistas. Chuvas fortes envolvem perda de visibilidade, aumento de sedimentos na água, raios que podem derrubar árvores e comprometer as trilhas, logo, caso um passeio seja suspenso em decorrência do tempo, é preciso compreender a decisão, pois se trata de uma medida de segurança.

– Respeite os seus limites!

Jegueton e Erik na Gruta do Lago Azul. Imagem: Cris

Jegueton e Erik na Gruta do Lago Azul. Imagem: Cris

Um dos pontos que frizei e continuo a frizar com relação a Bonito é o de que as pessoas precisam se conhecer e conhecer seus limites. O único passeio que não consegui fazer foi à Gruta do Lago Azul, porque envolve forçar bastante o joelho. Como meu joelho já travou algumas vezes, usei o bom senso e preferi aguardar o retorno do Erik e do Jegueton. É importante sempre reunir informações sobre cada atividade, seu grau de dificuldade, se há restrições (para cardíacos, por exemplo), se há limite de idade etc. É preciso antes de tudo zelar pela sua segurança. Assim, a viagem segue sem contratempos e você aproveitará muito mais!

– Livre-se do mito de que Bonito é um destino caro!

Janaína Calaça, Cris, Erik Pzado e Luizão. Equipamentos são inclusos nos passeios. Imagem: Boca.
Janaína Calaça, Cris, Erik Pzado e Luizão. Equipamentos são inclusos nos passeios. Imagem: Boca.

Muitas pessoas já incorporaram que Bonito é um destino caro devido ao valor dos passeios. Quando se trata de ecoturismo, em que segurança e equipamentos estão sempre envolvidos na estruturação de um destino turístico, custos são associados. Para vocês terem ideia,  um passeio como o do Rio da Prata envolve seguro, refeição inclusa, equipamentos como neoprene, snorkel e calçados especiais (que precisam de manutenção), pagamento de funcionários, inclusive o dos que fazem o percurso das trilhas diariamente, antes do início da trajetória até o rio. Tudo para que a segurança dos visitantes seja garantida. Ao longo dos trajetos também há pontos de apoio, que contam com kits de primeiros-socorros e equipamento de comunicação, para notificar qualquer emergência. Outro caso é o do Abismo Anhumas. O custo alto está relacionado com equipamentos de segurança, instrutores, manutenção dos cabos, limite diário de participantes etc. Como já frizei em diversos posts, a cidade oferece opções para todos os bolsos, idades e condições físicas. É preciso levar em conta cada um destes fatores, para escolher bem as opções que a cidade oferece. Há passeios que custam R$ 15,00, R$ 25,00, como os Balneários, que é um passeio que dura o dia todo, é relaxante e atende a todos. O importante é reunir a maior quantidade de informações sobre cada atividade e ver no que vale a pena investir!

  • Agora, é só arrumar as malas!

Bom, meus caros jeguiantes, tentei reunir as principais dicas neste pequeno tutorial sobre a dinâmica da cidade e sobre como se preparar melhor para conhecer este destino. Como disse, cada cidade tem suas particularidades e quanto maior o número de informações reunidas, mas preparado estará o visitante. Espero que o post tenha ajudado a entender melhor como as coisas funcionam em Bonito e a dimensionar melhor também os gastos e o que levar na mala!

Boa viagem!

Jana Calaça, Erik Pzado e Jegueton.

Siga-nos no Twitter!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

24 Comentários

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Jegueton, jana_calaca. jana_calaca said: Hj,no @jeguiando,dicas e preparativos de viagem p/ Bonito.Um tutorial bacana p/ entender a dinâmica da cidade. http://bit.ly/fdvtEz […]

  2. O turismo em Bonito realmente é uma das melhores opções de Mato Grosso, além de cachoeiras e muitas trilhas, encontramos paisagens de “cinema”.

  3. Bom dia! eu pretendo viajar para bonito , moro no rio de janeiro e quero saber o horário do ônibus ,qual empresa de ônibus faz esse percurso campo grande – bonito e tempo de viagem , pela atenção obrigada!

  4. Daniele disse:

    Oi Janaína! Tudo bem?

    Você saberia me dizer quanto eu gastaria por dia, mais ou menos, com transporte em Bonito? Vi que no preço dos passeios não está incluído o transporte e pensei que talvez fosse mais econômico alugar um carro. Você poderia me dar essa dica?

    Obrigada!

    • Oi, Dani! Td bem?

      Com relação à questão do transporte em Bonito, acho que fica mais em conta sim alugar um carro. As opções de transporte são vans ou táxis e geralmente fica mais caro. No caso de compartilhar uma van, você acaba tendo que ficar preso a um grupo também e perde um pouco de autonomia.

      Um grande abraço,

      Jana.

      • Daniele disse:

        Vlw pela dica Jana.

        Beijos

        • Claudia disse:

          Estou indo agora em julho com familia e amigos do PR, vamos de aviao ate Campo Grande, de lá vamos alugar um carro, aproveitar o caminho de 3hs e tenho certeza vai ser otimo,de tdo q li na net sobre bonito a sua pagina foi a mais detalhada e esclarecedora, e tbm concordo qdo se fala de preservacao, bonito é um exemplo, agora quem quer passeio de graça vai p praia, arma uma barraca e faz uma farofada kkkkk, porq se for pra SC no Costão do Santinho vai gastar muiiiiito, e mesmo assim vale a pena, é minha opiniao, obrigada pelas dicas.

  5. Juliana disse:

    Boa tarde Janaína!

    Nossa, a sua página foi esclarecedora pra mim! Vou para Bonito em janeiro e tava com MUITAS dúvidas… Ainda bem que encontrei esse você 🙂 Muito obrigada!

    Um ótimo fim de ano!
    Beijoos

  6. Flavia disse:

    pretendo ir a Bonito agora em Março e gostaria de saber qto vc gastou com os passeios….(média/total)!
    Att.
    Flávia

    • Olá, Flavia. Td bem?

      Flavia, como a última vez que fomos para Bonito foi em julho de 2011, eu não teria como saber como estão as tarifas hoje por lá. Você precisa, de qualquer forma, entrar em contato com alguma agência local para fazer a compra voucher único para ter acesso aos passeios (não há como comprar diretamente nos passeios). Sugiro a Ygarapé Tour ou a Agência do Bonito Hostel.

      Um grande abraço,

      Jana.

  7. Fábio disse:

    Oi, Jana!

    Por que indicou essas duas agências?
    São as de valores mais baixo?

    Obrigado

  8. Marcos Coelho disse:

    Janaína:
    Acho que perdi meu dinheiro indo para Bonito. Depois que comprei o pacote, recebi a programação vi que tem muito passeio na água, bote, flutuação, mergulho. Ocorre que não sei nadar e sofro de um pouco de pânico. Pode-se fazer estes passeios não sabendo nadar ou é possível realizá-los? Grato pela atenção.
    marcos

  9. Rodrigo disse:

    Janaína, boa noite.

    Pretendo ir a Bonito em Julho. O qie vc me fala desta época?

    Seria uma época muito frio e que incomodaria um pouco os passeios nas águas?

    Já aproveito para agradecer e parabenizar belo seu blog.

    • Oi, Rodrigo. Td bem?

      Rodrigo, em julho as temperaturas tendem a cair, principalmente à noite, mas nada que tenha impedido uma viagem a Bonito. Visitei a cidade duas vezes (uma vez em novembro, outra em julho) e nos dois momentos consegui aproveitar bastante. Minha dica é tentar viajar na semana do Festival de Inverno, para pegar a cidade com várias atrações à noite. =)

      Grande abraço,

      Jana.=)

  10. Maria Cristina disse:

    Oi, Janaina, te agradeço pelas dicas, muito úteis. Vou ficar uma semana em novembro. Tem alguma dica matadora de local para comer (custo x benefício)? Abçs

  11. Jacson disse:

    Olá, estou indo para Bonito em dezembro de carro, moro em Balneário Camboriú – SC até Curitiba e Ponta Grossa é tranquilo, após este percurso o Google Maps da 03 opções de trajeto. Sabem dizer quais estradas estão em melhores condições? preferência duplicada que teoricamente é mais rápida? Agradeço muito a atenção.

  12. Paloma disse:

    Muito obrigada pelas dicas. Montei meu roteiro e vou agora dia 30/03 e retorno em 06/04! Estou indo pela azul e vou locar um carro por andar por lá, porque o orçamento de van ficou um absurdo. Se alguem estiver por lá nos dias acima e precisar de carona, pode me acionar, que tentamos conciliar as agendas dos passeios. 🙂

  13. Jorge Lucas disse:

    Estou de malas prontas para Bonito e com certeza as dicas vão ser muito uteis, inclusive estamos revendo o que levar e onde ir.

    Valeu

    abraços


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: