Itaipu Binacional – Passeios em Foz do Iguaçu (Parte I)


Caros jeguiantes, darei início hoje à série de posts Passeios em Foz do Iguaçu, onde irei falar sobre as principais opções turísticas da cidade. Como todos sabem, o Jeguiando passou alguns dias em Foz à convite do Hotel Tarobá Express, não só para conhecer a estrutura do hotel, sua participação ativa no bom atendimento aos turistas, como também para conhecer a cidade através das opções que o hotel inclusive oferece aos viajantes. Visitamos, como sinalizei no post anterior, a Hidrelétrica Itaipu Binacional, as Cataratas Argentinas, as Cataratas Brasileiras (onde fizemos o passeio do Macuco Safari), o Parque das Aves, além de termos assistido ao show Latino Americano no restaurante Rafain. Todas essas opções são oferecidas pelo Hotel Tarobá Express, vale ressaltar.

Itaipu Binacional. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu Binacional. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Havíamos acabado de chegar em Foz, deixamos as malas e mochilas no hotel e de lá fomos conhecer Itaipu, com Jegueton obviamente conosco. É interessante pensar que anos atrás (muitos anos), ainda na escola, Itaipu era apenas um texto e algumas fotos em um livro de geografia, onde estudei sobre o volume das águas represadas, sobre a força do Rio Paraná, força essa que se transforma em energia capaz de abastacer um país como o Paraguai e só corresponder a 7% de tudo o que é produzido na hidrelétrica. Os outros 93% são consumidos pelo Brasil.

Itaipu Binacional. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu Binacional. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Fotos e um texto não dão mesmo conta da imensidão de Itaipu e por que não dizer de sua beleza também? A hidrelétrica é justamente a fusão entre a beleza e a força da natureza com a grandiosidade de um projeto que durou 30 anos para ficar pronto.

Erik Pzado e Jegueton, visitando a Itaipu Binacional. Foz do Iguaçu. Imagem: Janaína Calaça.

Erik Pzado e Jegueton visitando a Itaipu Binacional. Foz do Iguaçu. Imagem: Janaína Calaça.

Itaipu, ou ‘pedra que canta’ em tupi, é fruto de um projeto de dois países, Brasil e Paraguai, que em 1974 deram início à construção deste projeto de grandes dimensões. Segundo dados do site da hidrelétrica, “os dois países disputavam a posse de terras na região do Salto de Sete Quedas, área hoje coberta pelo lago da usina. O contencioso começou no século XVIII”, ou seja, depois de pelo menos dois séculos de lutas por um território, os países resolveram se unir para construir algo que favorecesse a ambos, dividindo igualmente a responsabilidade de erguer a usina, como também o lucro com o empreendimento.

Barragem de Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Barragem de Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

As obras de Itaipu finalmente foram concluídas em 2007, passando assim a funcionar em toda sua potência. Hoje, além de fornecer energia aos países parceiros, a hidrelétrica foi transformada também em um importante ponto turístico da cidade, atraindo diversos viajantes, que incluem Foz do Iguaçu em seus roteiros.

Passeio de ônibus panorâmico por Itaipu. Imagem: Erik Pzado.

Passeio de ônibus panorâmico por Itaipu. Imagem: Erik Pzado.

Não basta ser uma atração turística. É preciso oferecer estrutura para o turista e a hidrelétrica, neste ponto, deve ser parabenizada. Logo que chegamos em Itaipu, fomos encaminhados para um auditório para assistirmos a um vídeo de mais ou menos trinta minutos, que contava um pouco a trajetória da usina desde sua idealização até os dias de hoje. Depois de assistirmos ao vídeo, um ônibus já nos esperava para que pudéssemos conhecer a hidrelétrica. Para nos acompanhar, uma guia, bem preparada, falava  muito bem tanto inglês quanto espanhol.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Há algumas opções de conhecer Itaipu. São três tipos de passeios oferecidos: a visita panorâmica, a especial e a institucional. A que fizemos foi a panorâmica.

Vertedouro de Itaipu. Imagem: Erik Pzado.

Vertedouro de Itaipu. Imagem: Erik Pzado.

A visita panorâmica consiste “visão da usina, a partir do mirante central, de onde se observa em destaque a barragem e overtedouro. A visita é feita em ônibus da Itaipu (para visitantes particulares) ou em ônibus de turismo, para quem fizer parte de excursões. Antes da saída é exibido um documentário sobre Itaipu. A duração é de aproximadamente 1 hora e 30 minutos” e custa R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia entrada.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

O circuito especial constitui em ” visita ao interior da barragem. Dispõe de atendimento diferenciado, com monitores bilíngues, utilização de sala especial para a exibição de um filme sobre Itaipu e ônibus especial com água a bordo e roteiro para acompanhamento. Com duração aproximada de 2 horas e 30 minutos”. Custa R$ 51,00 a inteira, R$ 25,50 a meia entrada.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Por fim, há também as visitas institucionais, que são gratuitas, mas voltadas para “representantes de empresas, instituições, centros de pesquisa e universidades”. “Abrange áreas externa e interna da usina”.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu ainda conta com um Ecomuseu, com painéis e maquetes da usina, além de réplicas de alguns mecanismos que movimentam as águas e transformam sua força em energia.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Itaipu. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

O passeio que fizemos, com duração de mais ou menos uma hora e vinte, uma hora e meia, foi pontuado de muita vegetação e de um ventinho frio de fim de tarde. O silêncio, fruto da imensidão do lugar, era apenas um dos inúmeros detalhes que apontavam para a grandeza da ‘pedra que canta’. Mas, sem dúvidas, para mim o ponto alto foi, no finzinho do passeio, que casava justamente também com o entardecer, o sol se refletir nas águas do Rio Paraná. Linda cena!

Jegueton e o Rio Paraná ao fundo. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Jegueton e o Rio Paraná ao fundo. Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

É isso aí, caros jeguiantes! Esta foi apenas a primeira parte da série de posts sobre Passeios em Foz do Iguaçu. Para maiores informações sobre Itaipu, sobre sua história e sobre os passeios, acessem o site Itaipu Binacional.

Janaína Calaça, Jegueton e Erik Pzado em Foz do Iguaçu à convite do Hotel Tarobá Express. Imagem: Erik Pzado.

Janaína Calaça, Jegueton e Erik Pzado em Foz do Iguaçu à convite do Hotel Tarobá Express. Imagem: Erik Pzado.

Extras de Viagem: Coisinhas bacanas

Sempre vemos alguma coisa ou acontece alguma coisa bacana que vale a pena abrir um espaço para falar, né? No dia de nossa visita à Itaipu, Jegueton foi surpreendido pelo olhar feliz desta moça, a Elaine, que também estava à passeio em Foz. Hehehehe! Difícil resistir ao charme deste Jeguinho naturalizado brasileiro, mas que na verdade é argentino! Pode apertar o fucinho dele! 😀

Janaína Calaça, Jegueton e uma fã do jeguinho mais simpático do Brasil. Imagem: Erik Pzado.

Janaína Calaça, Jegueton e Elaine, a nova fã do jeguinho mais simpático do Brasil. Imagem: Erik Pzado.

Como todos estão cansados de saber, sou uma amante de artesanato. Fiquei encantada com a delicadeza desta peça. Como não a trouxe comigo, fico com a lembrança da fotografia e compartilho com vocês. É isso aí, jeguiantes! E vamos que vamos! A viagem não acabou! Até o próximo post!

Artesanato produzido em Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Artesanato produzido em Foz do Iguaçu. Imagem: Erik Pzado.

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

Conheça nossa Fanpage!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

6 Comentários

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Erik PZado Araujo, Jegueton. Jegueton said: Novo post: Itaipu Binacional – Passeios em Foz do Iguaçu (Parte I) http://jeguiando.com/2010/06/22/itaipu-passeios-em-foz-do-iguacu/ […]

  2. […] a convite do Hotel Tarobá Express. Na primeira parte da série, falamos sobre nossa visita à Hidrelétrica Itaipu Binacional e hoje vamos relatar nossa ida à Porto Iguaçu, cidade fronteiriça com o Brasil, para visitarmos […]

  3. […] continuidade à série de posts Passeios em Foz do Iguaçu, em que relatamos nossas visitas à Hidrelétrica de Itaipu e às Cataratas Argentinas, hoje falaremos sobre nossa ida ao Parque Nacional do Iguaçu, a convite […]

  4. A moçada foto!! disse:

    Oláaaaas

    Olha só, ADOREEEEI minha foto com o Jeguenton, assim como adorei Foz, Itaipu, Cataratas, Parque das Aves e tudo mais. ô cidadezinha gostosa!

    Janaína e Erik,
    Ótimo blog, estão mesmo de parabéns! Não conta pra ninguém, mas ganharam uma nova fã!

    Beejo
    Elaine

    • Elaine, fico feliz de termos ganhado mais uma fã e principalmente de saber que você passou por aqui para conhecer nosso espaço. 😀 Seja bem vinda ao Jeguiando e à nossa coleção de boas lembranças de viagem!

      Beijão, Elaine!

      Jana, Erik e Jegueton. 😀


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: