Ao som de Bloodsport (Sneaker Pimps)

Paris é a cidade dos flâneurs, dos que caminham – rápido ou devagar -, mas, definitivamente dos que caminham. So, baby, ponha seu tênis ou sapato mais confortável e não tenha medo de ser feliz! Eu, infelizmente, esqueci o tênis em casa e acabava, ao fim do dia, toda “estropiada” e descabelada de tanto caminhar pelas ruas da cidade luz, mas, mesmo assim, valeu muito a pena! Estando de visita à Paris, no entanto, não faça como os parisienses! Não corra! Eles têm todo o tempo do mundo para revisitar a cidade quantas vezes quiserem, você não. Você está de passagem e, estando de passagem, deguste-a como a um vinho dos bons, daqueles que não queremos secar a garrafa em poucas horas. Paris se solve em pequenos goles.


  • La Rotonde de la Villette – De prédio histórico à brasserie, bar e restaurante descolado
La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Em um desses dias, em que Pamela, Thiago e eu caminhamos mais do que camelos, andávamos pela Place de la Bataille, no bairro de Stalingrad, quando me deparei com uma edificação antiga totalmente iluminada por luzes cor de rosa. Achei o contraste um tanto quanto peculiar. Aquele suntuoso prédio, de arquitetura neoclássica, estava “todo trabalhado” no pink total e absoluto! Enfim, passei por ele, tentei tirar uma foto para guardar entre “os lugares bacanudos que vi caminhando por Paris“, mas a câmera estava no fundo da mochila com casacos por cima, então desisti. Minutos depois, Pamela me surpreende e me diz que era ali que iríamos jantar! Pimba! Agora daria para fotografar! 😉

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Enquanto eu achava que a apoteose pink (que eu adorei) se restringia apenas à face externa da edificação, descobri segundos depois que não. O rosa invadiu também o interior do prédio circular, que me lembrou, rapidamente, um teatro arena. O contraste do pink e do branco na porção externa da edificação ampliou-se em um contraste entre paredes antigas, grossas e resistentes (que descobri ter mais de 200 anos depois) com os tons modernosos da mobília, dos objetos, das cores e da decoração do lugar. Se o local já tinha me arrebatado do lado de fora, enquanto eu passava mancando na rua, com os pés estropiados, imagine o tamanho arrebatamento quando dei de cara com um lugar definitivamente singular e, melhor, com Wifi grátis!

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Visitando o site do La Rotonde tempos depois, descobri que a edificação, que hoje abriga um mix de brasserie, bar e restaurante, é um sobrevivente histórico, que atravessou mais de 200 anos até chegar aqui, tendo desempenhado uma série de funções ao longo do tempo. Projetado pelo arquiteto Claude Nicolas Ledoux e concluído no ano de 1788 (apenas um ano antes da Revolução Francesa), o La Rotonde já abrigou uma casa de pedágio, um quartel da Guarda Municipal (1830-1865) e depois um armazém de sal (1865-1921), além de ter escapado de maus bocados, como o incêndio da Commune (1871) e da construção do Metrô linha 2 (1903). Em 1804, o prédio tornou-se patrimônio de Paris e hoje é uma das preciosidades da cidade luz.

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

  • A versatilidade do La Rotonde

Com uma história para lá de peculiar (este magnânimo edíficio “trabalhado no pink” já foi até armazém de sal), o La Rotonde atravessou o tempo com a marca da versatilidade. De prédio histórico a local badalado, o La Rotonde, caracterizado pelo seu formato de arena, hoje abriga um mix de brasserie/bar/restaurante, além de possuir vários ambientes distintos, como um bar mais reservado – o Bar du Coin – e salões que recebem eventos corporativos, eventos sociais e até baladinhas reservadas. Inclusive, é possível checar o que vai rolar no local através do seu calendário de eventos. Versatilidade maior que isso não existe!

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

  • Bar du Coin

Além da versatilidade de manter vários salões de estilos diferentes às vezes funcionando simultaneamente, há um ponto interessante sobre o La Rotonde – todos estes espaços funcionam sem interferirem uns nos outros. Este é o exemplo do Bar du Coin (o bar da esquina), mais descontraído e ideal para tomar uns drinks, saborear lanches rápidos, como um sanduíche, ou até uma sobremesa como tortas e doces.

Bar du Coin. La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Bar du Coin. La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Bar du Coin. La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Bar du Coin. La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

  • Restaurante Atrium

Localizado no coração do La Rotonde, o restaurante Atrium (onde jantamos) é mais indicado para refeições mais demoradas, para um jantar a dois, com os amigos ou a família. No menu, pratos criativos e imaginativos, que incluem saladas (que variam de 7,00 € a 15 €), que podem ser consumidas como entrada ou prato principal; caçarolas do dia (geralmente vendidas por 10,00 €) e almoço executivo (que incluem variações à escolha do cliente, como o combinado entrada + principal ou prato principal + sobremesa por 18,00 € ou entrada + prato principal + sobremesa por 24 €). Há também um menu à La Carte, cujos pratos principais variam de 14,00 a 21,00 € e que abrange preparações como filé de bacalhau com frutas cítricas, açafrão e erva-doce; filé de robalo grelhado com rabanete e salada de coentro; bife de vitela com caçarola de ervilha e cenoura; hamburguer artesanal com queijo Morbier, maçã e compota de tomate doce e outras opções de pratos à escolha.

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Se você só quiser passar no La Rotonde para tomar uns drinks, é só escolher entre ficar no Atrium ou no Bar du Coin. É sempre bom também procurar saber se está rolando alguma baladinha por lá em um de seus salões. Só não vale entrar de “penetra” na festa dos outros! O resto… Está valendo! 😉

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Observações importantes: Por ser uma viagem internacional, é aconselhável fazer um seguro de viagem. Viajou para longe de casa, não deixe de fazer um seguro!

  • Outras informações:

Se você, como eu, gamou no La Rotonde, pegou paixão, cismou, então anote aí o endereço e corre para lá quando chegar em Paris!

– Endereço: La Rotonde Place Stalingrad, 6-8, place de la Bataille, Stalingrad, Paris, 75019, France.

-Tel.: 01 80 48 33 40

– Email: resa@larotonde.com

– Site oficial: http://www.larotonde.com/en

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

  • Agradecimentos:

À Atout France pelo convite e por acreditar em nosso trabalho;

Aos amigos Pamela Fernandes e Thiago Khoury, pela companhia, pelos dias de riso, pelas boas histórias, por viverem comigo dias singulares e que guardarei na memória;

Ao Erik, meu amor, com quem voltarei à França um dia e que certamente fará fotos muito melhores do que as minhas. :)

  • Visite:

Site oficial da Atout France no Brasil: http://br.franceguide.com/

Fanpage da Atout France: https://www.facebook.com/TurismonaFranca ou https://www.facebook.com/RDV.en.France?ref=stream

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

Acompanhe o Jeguiando nas redes sociais!

Conheça nossa Fanpage!

http://www.facebook.com/Jeguiando

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

La Rotonde. Paris, França. Imagem: Janaína Calaça

 

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

4 Comentários

  1. Erik Pzado disse:

    Neguinha, pode parar com esse negócio de que farei fotos muito melhores que as suas! Mandou bem pacas! Adorei a retomada do estilo leve e descontraído que te tornam mais e mais interessante e cativante! Parabéns pelo relato meu amor! 😀

  2. […] caviar na entrada, olha que fino que a gente é (aliás, se quiser ler sobre a experiência dela, clique aqui). Eu adorei comer caviar, principalmente pelo pãozinho que […]

  3. Bruna Soares disse:

    Adorei a decoração! Obrigada pela dica 🙂


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: