Planejando uma viagem sozinho

O mercado turístico no Brasil se mostra cada vez mais aquecido. É crescente o número de pessoas que realizam suas primeiras viagens, que tiram seu primeiro passaporte, que põem o pé na estrada para conhecer melhor o Brasil ou para viajar para mais longe. O certo é que a cultura da viagem tem se firmado entre os brasileiros e viajar não se restringe mais às férias de fim ou de meio de ano – hoje se viaja em qualquer época, basta encontrar uma promoção que se encaixe no orçamento.

Paralelamente ao aquecimento do mercado turístico brasileiro, outros perfis de viajantes têm surgido. Já não se viaja primordialmente em excursões ou através de pacotes e agências físicas como antes. Cada vez mais o perfil do viajante independente se firma – o viajante que planeja sua própria viagem, que escolhe seus roteiros, que decide em qual voo vai embarcar, em que hotel vai se hospedar, em quais restaurantes fará suas refeições e que não se adequa mais à ideia de cumprir uma viagem preestabelecida.

Com o fortalecimento do perfil do viajante independente, empresas focadas em oferecer serviços como reservas de passagens, hotéis, aluguel de carros, contrato de seguro viagem on line têm crescido paralelamente a este movimento e se aperfeiçoado para facilitar ainda mais o processo de planejamento e contratação dos serviços necessários para se realizar uma viagem. Recentemente, fui convidada a conhecer os serviços do Skyscanner, um site de pesquisa de viagens que compara todos os voos disponíveis nas companhias aéreas que operam no trecho buscado e que encontra ainda promoções relâmpagos (aquelas que você leva horas para encontrar). Além de voos, o buscador é utilizado também para localizar os hotéis mais baratos, onde alugar carros e pacotes turísticos.

Além de trazer os voos disponíveis no trecho e na data escolhidos pelo cliente, o Skyscanner ainda sinaliza os voos promocionais em várias épocas do ano, ou seja, se você é flexível com relação a datas (pode viajar em qualquer época do ano), ainda consegue economizar nas tarifas.

Outro ponto interessante do buscador é que, no momento da reserva, o cliente é redirecionado à companhia aérea ou à agência de viagens e fecha o negócio diretamente no site das empresas contratadas, sem ter que pagar por comissões. Hoje, as maiores reclamações estão centradas nos problemas ocasionados por reservas realizadas através de empresas que intermediam as transações. Neste caso, o site apenas traz todas as possibilidades e combinações de tarifas e trechos, o que permite comparar as promoções relâmpagos quando existentes nas companhias aéreas. Por exemplo, você pode fazer uma busca de passagens da companhia TAM na Skyscanner ou da GOL linhas Aéreas na Skyscanner, encontrar o que procura, mas fechar o negócio diretamente com a empresa.

Quem não é fluente em outras línguas, mas planeja viajar para destinos internacionais, o buscador também ajuda nos primeiros passos da viagem. O site está disponível em 25 línguas, ou seja, certamente o viajante não terá problemas e dúvidas na hora de escolher a melhor opção de trecho, escalas etc.

Apesar de aparentemente mais trabalhoso, o processo de viajar de forma independente traz uma série de benefícios para quem decide por o pé na estrada dessa forma. A flexibilidade de escolher realmente as melhores tarifas (de voos e hotéis) e assim conseguir economizar; a flexibilidade de visitar os lugares que deseja, de fazer as paradas que quiser e de ter o tempo que julga necessário para cada coisa, sem se preocupar em estar preso a grupos; poder escolher a data que deseja ir e voltar, são alguns dos benefícios experimentados por quem decide viajar de forma independente, abrindo mão um pouco da dependência de uma agência. Revistas, guias, blogs, portais estão ao alcance das mãos e dos olhos para informar e a facilidade em utilizar a internet para reservar todos os serviços necessários para uma viagem também está à mão. É só definir para onde ir e arrumar as malas!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

Um comentário

  1. Viajar sozinho pode exigir um pouquinho mais de planejamento na primeira vez, porque rola uma certa insegurança. Mas depois de ultrapassar esta barreira, os benefícios traduzem-se em facilidade e economia, além de outros não tangíveis como auto confiança, por exemplo! A experiência é sensacional!

    Aqui tem alguns destinos nacionais que são propícios para quem quer começara seventurar como solo taveler

    http://viajandocompouco.com.br/dicas-de-viagem/8-destinos-nacionais-para-viajar-sozinha/


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: