Para onde ir no Carnaval?


 

Eis que chega a festa de Baco! A festa da carne e do vinho! Sai o vinho, fica a carne. E haja carne à mostra! O Carnaval, festa originalmente popular e de rua, ganhou diversas feições ao longo dos anos. Do carnaval Veneziano ao carnaval na Bahia, as expressões plurais da festa se apresentam pelo Ocidente. A festa chega e o que fazer nestes dias?

Já que estamos falando do Brasil, basicamente falarei dos roteiros mais conhecidos: Salvador, Recife, Rio de Janeiro, o que esperar da festa nestes roteiros e dar dicas de como aproveitar melhor a folia.

Salvador

Carnaval de Salvador. Foto: Sameffron
Carnaval de Salvador. Foto: Sameffron

O Carnaval em Salvador é festa que começa na quinta-feira, com a entrega da chave da cidade ao Rei Momo. Depois da chave ser entregue, a coisa toda começa a rolar. O Carnaval na cidade começou com bailes em clubes e pela rua. Antigamente, os foliões saíam fantasiados, mascarados, influenciados diretamente pelo Carnaval de Veneza. Ao longo dos anos, com a multiplicação dos trios elétricos, o carnaval de Salvador foi perdendo a sua feição de festa popular e hoje quem consegue pular carnaval é quem realmente tem como alimentar a indústria carnavalesca ou quem está afim de se endividar durante o ano inteiro para ir atrás do Chicletão. O folião pipoca, aquele que ainda tenta curtir a festa no modelo tradicional, ou seja, sem abadá, acaba cada vez mais espremido nas calçadas da Avenida Sete e da Barra. Hoje, o carnaval de minha cidade natal distancia-se muito do conceito de festa popular, em função da proliferação dos trios e dos camarotes. No entanto, se você, leitor, ainda tem vontade de seguir o trio e não se importa em ser esprimido, levar passadas de mão e afins, então seu destino é Salvador. Vá de tênis para a rua para não voltar com os dedos massacrados pelas pisadelas, cuidado com seus pertences, porque invariavelmente ocorrem assaltos ou roubos. Não caiam na esparrela de achar que porque é festa, vocês têm que andar sem preocupações. Salvador é uma cidade linda, mas infelizmente não tem primado pela sua segurança.

Para quem não quer enfrentar os circuitos oficiais, uma dica é dar um pulo no Pelourinho. Lá o Carnaval de rua é resgatado, embalado com marchinhas carnavalescas. É uma boa pedida para quem está levando os filhos para curtir a festa.

Recife

Carnaval em Recife. Foto: Haidee.
Carnaval em Recife. Foto: Haidee.

Recife, juntamente com Olinda, são cidades brasileiras que mantêm a tradição do carnaval de rua, no seu sentido original. O que comanda a festa são as marchinhas, o frevo e o maracatu. O carnaval se estende pelos bairros da cidade, os foliões saem mascarados e fantasiados e há apresentações dos bonecos gigantes, como o conhecido Homem da Meia Noite. A festa começa antes da data tradicional. Nos domingos que antecedem a festa, já começam a rolar os ensaios em Olinda e, abrindo a festa oficial, o bloco Galo da Madrugada, na manhã de sábado, comanda a abertura. Rolam também shows ao longo da festa e, na segunda à noite, acontece a Noite dos Tambores Silenciosos, no Pátio do Terço, uma manifestação da cultura negra nordestina. Recife é conhecida por seu compromisso com a história e a manutenção da tradição carnavalesca de raiz. Ao contrário da massificação imposta pelos abadás, o carnaval pernambucano é marcado pela pluralidade, pela singularidade de cada folião, que traz na fantasia escolhida uma forma de se expressar na festa de Baco. Os cuidados são os mesmos em relação ao Carnaval de Salvador: prestar atenção aos pertences, para não ocorrer problemas com roubos e perda de documentos.

Rio de Janeiro

Carnaval no Rio de Janeiro. Foto: Marcus Correa.
Carnaval no Rio de Janeiro. Foto: Marcus Correa.

O Carnaval do Rio de Janeiro está dividido em: carnaval dos blocos e bandas na rua, dos bailes e clubes e das escolas de Samba. O carnaval de rua, puxado por blocos e por bandas, é aberto ao público. Não há cordas nem cordeiros, é festa para todos. Os bailes, organizados ao longo de clubes da cidade, são festas voltadas tanto para a classe alta como baixa. Encontra-se de tudo, para todos os gostos e bolsos. E, por fim, o carnaval mais divulgado do Rio de Janeiro é realizado no sambódromo, com o desfile das Escolas de Samba. As escolas de samba, aos poucos, foram se tornando a mescla entre o folião dos morros cariocas, que dedicam parte do seu ano para que a festa das escolas de samba ocorram, seja na confecção das fantasias como dos carros alegóricos, com a elite carioca. Hoje, a festa conta não somente com a participação do povo como de celebridades televisivas e afins, que enfrentam a academia nos meses anteriores à festa, para exibirem suas barrigas e glúteos sarados. Enfim… Como disse, o vinho sai e a carne fica!

Para quem prefere a tranquilidade nestes dias carnavalescos, indico escolher cidades que estejam distanciadas da folia momesca. Vale até sair do país! Se você também não quer viajar, procure na sua própria cidade opções de lazer, alugue uns filmes ou simplesmente descanse para reestabelecer as energias para os dias seguintes à festa das Bacantes. Para quem vai viajar, não esqueça de fazer um levantamento dos melhores preços de passagens áreas. Indico o blog Aquela Passagem, do Rodrigo Purisch, para obter de forma mais segura suas dicas.

E… Bom Carnaval!

Se for pular carnaval, deixe o carro em casa e use o transporte público: ônibus, táxi e metrô (se houver na cidade em que você estiver). Prime pela sua segurança e pela dos outros. Use camisinha, afinal a taxa de natalidade nove meses depois é um espetáculo de tão alta. O mundo já anda povoado demais. Não só pelo controle de natalidade, mas pela sua própria saúde. Usar camisinha, caro leitor, evitará contaminação por doenças sexualmente transmissíveis, portanto, cuide de você e do outro! E… Que Baco nos acompanhe!!!

Siga a trupe do Jeguiando no Twitter!

Conheça nossa Fanpage!

    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

2 Comentários

  1. Vinicius disse:

    Eu vou ficar por cá mesmo. Devo curtir alguns programas alternês como a programação dos Sescs, hehehe. 🙂

  2. Paulo disse:

    Valeu pelas dicas, vão ser muito uteis.


Anuncie no Jeguiando! 8 anos de viagens! Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: