Há alguns anos, o viajante brasileiro tem manifestado um especial interesse em atividades diferentes das oferecidas em nosso país. As viagens internacionais têm sido cada vez mais formatadas de forma a proporcionar ao viajante experiências diversas, que não se limitem às compras, afinal, mais do que bens de consumo, a experiência é algo que não pesa na bagagem, não é taxada com impostos e acima de tudo pode ser mais facilmente compartilhada. 😀

Com esse contexto exposto, temos visto um especial interesse de nossos leitores em relação a matérias sobre destinos de inverno, especialmente sobre estações de esqui. Nos meses de inverno aqui no hemisfério sul, por exemplo, as atenções se voltam para os nossos países vizinhos. Com passagens aéreas a preços potencialmente mais interessantes em relação ao hemisfério norte e trajetos mais curtos e de menor duração, a América do Sul é destino certo nas férias de julho.

Aproveitando essa tendência, o Chile vem despontando como um dos principais destinos para as férias do meio de ano, seja para famílias que buscam uma experiência com a neve bem próxima das terras brasileiras ou para casais à procura de um clima de romance.

Em um evento para a imprensa, os responsáveis pelos Hotéis Tierra Patagonia e Tierra Atacama apresentaram ao mercado brasileiro mais um braço de negócios, o Ski Portillo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • O que o complexo Ski Portillo oferece?

A sensação de conexão com a natureza é uma presença ostensiva no complexo Ski Portillo. Com vista para o Cerro Los 3 Hermanos e para a Laguna del Inca, a propriedade tem capacidade para acomodar até 450 hóspedes. O staff do hotel se iguala ao número de hóspedes, atingindo assim a impressionante razão de 1/1, o que garante a sensação de cuidado aos detalhes e um serviço exclusivo.

Inaugurado em 1949, o Hotel Portillo acumula mais de 60 anos de experiência em hospitalidade. Seu centro de esqui possui infraestrutura capaz de atender tanto os  mais inexperientes viajantes em relação aos esportes de inverno, quanto a esquiadores profissionais, que viajam o mundo atrás da neve quando, em seus países de origem (no hemisfério norte), o verão desponta.

Os principais atrativos da estação de Ski Portillo são:

  • Mais de 8 metros de neve por temporada;
  • Boa qualidade de neve nas pistas;
  • Número limitado de ingressos diários;
  • Wi-fi gratuito;
  • Jardim da infância gratuito para crianças entre 3 e 7 anos de idade.

Uma das evidências em relação à qualidade das pistas da estação deve-se ao fato de que, em 1978, o primeiro recorde mundial de velocidade superior a 200km/h sobre esquis foi atingido em suas instalações.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Sobre as pistas

Quem já visitou estações de esqui sabe o quão frustrante pode ser a concorrência acirrada por um espacinho para treinar, enquanto se está aprendendo a esquiar ou deslizar com seu snowboard. Para evitar esta situação, o complexo limita a venda diária de ingressos para as pistas. Adicionalmente, a grande quantidade de pistas promove ainda a divisão por níveis de dificuldade, assim sendo o visitante terá à sua disposição pistas de acordo com seu nível de experiência, havendo ainda a opção da execução de heli esqui para os profissionais.

  • Principiante: 3 pistas – El Puma, El Corralito e La Princesa;
  • Principiante / Intermediário:  4 pistas – Conejo, Las Lomas, La Princesa e Bajada del Ten;
  • Intermediário / Avançado:  6 pistas – Juncalillo, Plateau, David’s Run, Descenso, Los Zorros e El Estadio;
  • Expert: 6 pistas – Cóndor, Roca Jack, Plateau Superior, Garganta, Las Vizcachas e El Caracara.

 

  • Ski Portillo, como chegar?

Sendo a única estação de esqui na América do Sul a sediar um campeonato mundial (em 1966) e com complexo hoteleiro inaugurado em 1949, Ski Portillo possui grandes atrativos àqueles que buscam um local acessível a poucas horas de voo de São Paulo. O tempo médio de voo entre o Aeroporto de Guarulhos (GruAirport / GRU) e Santiago do Chile (SCL) é de 4 horas e 15 minutos, o que torna a viagem bastante rápida ao turista em relação aos destinos da América do Norte.

Após o trecho aéreo inicial, um deslocamento de 140 quilômetros por via terrestre é necessário para acessar o complexo Ski Portillo. Para tal, o viajante deve seguir pela Autopista Los Libertadores (Ruta 57) e, na cidade de Los Andes, tomar a Ruta 60. O complexo fica a apenas 3 quilômetros da fronteira com a Argentina, o que o torna uma possível base para uma esticadinha no país vizinho.

  • Mais informações

Ski Portillo

  • Agradecimentos

Agradecemos ao convite da AD Comunicação & Marketing para o almoço de imprensa da Ski Portillo, onde pudemos conhecer mais sobre esse produto, que já figura em nossa wishlist.

Conheça nossa Fanpage!

Acompanhe o Jeguiando nas redes sociais!

Compartilhe...
    *Aviso: Todo o conteúdo do Jeguiando.com está protegido pela LEI DO DIREITO AUTORAL, Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Portanto é proibida qualquer reprodução ou divulgação das imagens, com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na WEB, sem prévia consulta e aprovação.     **Comentários ofensivos serão deletados.  

Lojinha_do_Jeguiando

Pesquisar

  Expedição Jeguiando Across Canada - Atravessando o Canadá nos trens da Via Rail  

Destinos visitados pelo Jeguiando

    alemanha bariloche2 Canadá patagonia_chilena3 França Alagoas_topo Bahia recife Mato_Grosso_do_Sul Minas_Gerais Rio Sao_Paulo Paraná Porto_Alegre Santa_Catarina

Posts mais Populares

%d blogueiros gostam disto: